PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Santos se coloca à disposição de Duque para buscar saída para crise na Colômbia

05/05/2021 00h27

Bogotá, 4 mai (EFE).- O ex-presidente colombiano Juan Manoel Santos, ganhador do prêmio Nobel da Paz em 2016, se colocou, nesta terça-feira, à disposição para se reunir com o atual mandatário, Iván Duque, e ajudar a buscar saídas para a crise no país, em meio aos protestos em massa que já deixaram mais de 19 mortos e 800 feridos devido a distúrbios e à violência policial.

"Presidente Iván Duque, estou à sua disposição e dos colombianos para sair desta crise. O país necessita diálogo, entendimento", afirmou no Twitter o ex-presidente, que governou de 2010 a 2018 e foi sucedido por Duque.

Santos, que assinou o acordo de paz com a guerrilha das Farc em outubro de 2016, expressou preocupação com a onda de violência presente no país desde a quarta-feira passada, quando começaram os protestos contra um projeto de reforma tributária que acabou sendo retirado por Duque.

"Esta situação dói. Chega de violência, chega de sangue. Nunca podemos esquecer que a paz é o caminho", declarou Santos, que mantém um distanciamento político com Duque por divergências sobre o acordo de paz.

Dias atrás, Santos disse que o país deveria buscar a união com base em quatro pontos fundamentais: "respeito aos direitos humanos, um novo contrato social para buscar equidade, implementação do acordo de paz e uma política ambiental rígida".

A decisão de Duque de voltar atrás no projeto de reforma tributária e a renúncia apresentada na segunda-feira pelo ministro da Fazenda, Alberto Carrasquilla, não acalmaram as manifestações, principalmente em Cali, nem a violência atribuída à polícia.

Notícias