PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Ministro da Educação lamenta "tragédia" em SC e cita versículo bíblico

"Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima", diz passagem do Novo Testamento citada por Milton Ribeiro para tentar confortar famílias das vítimas - Marcelo Camargo/Agência Brasil
"Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima", diz passagem do Novo Testamento citada por Milton Ribeiro para tentar confortar famílias das vítimas Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil
do UOL

Do UOL, em São Paulo

04/05/2021 16h19Atualizada em 04/05/2021 18h30

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, lamentou hoje o que chamou de "tragédia" na cidade de Saudades (SC), onde um jovem de 18 anos cometeu um ataque a uma creche, matando três crianças e duas mulheres. Pastor presbiteriano, Ribeiro também citou um versículo da Bíblia para tentar confortar as famílias das vítimas.

Profundamente entristecido pela tragédia na escola do município de Saudades/SC. Meus sentimentos aos familiares e oração para que o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação os fortaleça neste momento terrível.
Milton Ribeiro, ministro da Educação

Mapa Saudades (SC) - Arte/UOL - Arte/UOL
Mapa Saudades (SC)
Imagem: Arte/UOL

Conhecido por ser pastor da Igreja Presbiteriana, Ribeiro ainda citou em sua publicação feita no Twitter um versículo do Livro do Apocalipse do Novo Testamento.

"'Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima'. Apocalipse 21:4", publicou o ministro da Educação.

Ribeiro foi mais um ministro do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a se manifestar sobre o ataque. Antes, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que estava com o "coração em pedaços" pelo episódio.

da -  JOCIMAR BORBA/ISHOOT/ESTADÃO CONTEÚDO -  JOCIMAR BORBA/ISHOOT/ESTADÃO CONTEÚDO
Jovem invadiu creche e matou três crianças, professora e funcionária em Saudades, no oeste de Santa Catarina
Imagem: JOCIMAR BORBA/ISHOOT/ESTADÃO CONTEÚDO

Damares também se colocou à disposição para ajudar autoridades catarinenses e as famílias afetadas pelo ataque. Segundo a ministra, ainda há "muitas perguntas" em torno do caso.

No fim da tarde de hoje, o MEC (Ministério da Educação) também publicou uma nota de pesar nas redes sociais. Além de lamentar o ocorrido, o texto diz que toda a equipe do ministério "une-se a todos os brasileiros, pais, famílias, professores, auxiliares, e trabalhadores da Educação, no sentimento de solidariedade às famílias das vítimas, de toda a comunidade da região, especificamente à comunidade escolar enlutada".

Notícias