PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Ex-juiz é preso por ameaçar dono de pousada e desacatar policiais no MA

do UOL

Rafael Souza

Colaboração para o UOL, em São Luís (MA)

04/05/2021 16h46

O ex-juiz do Rio de Janeiro Jorge Jansen Couñago Novelle, de 61 anos, foi preso após agredir um funcionário de uma pousada, ameaçar o dono de morte e ainda desacatar policiais em Santo Amaro do Maranhão, na região dos Lençóis Maranhenses.

Segundo a polícia, o caso foi registrado na última quarta (28), mas os vídeos na pousada começaram a circular nesta semana. Nas imagens, o ex-juiz aparece agredindo um dos funcionários do estabelecimento e chamando-o para briga. Jorge então é expulso do local, entretanto retorna segurando um pedaço de madeira e fazendo ameaças.

Na saída da pousada, em outro vídeo, Jorge é detido por policiais e aparece segurando uma garrafa de bebida alcoólica. Na delegacia, segundo o Boletim de Ocorrência, o dono da pousada relata que Jorge estava "bastante alterado" e com sintomas de embriaguez. Ele também teria se apresentado como "juiz federal" e ameaçou de morte o proprietário prometendo dar "um tiro na cabeça e no peito" dele.

Jorge foi autuado em flagrante pelos crimes de injúria e desacato, já que teria insultado os policiais que o levaram até a delegacia. No entanto, como a soma das penas dos dois crimes fica abaixo de quatro anos, o ex-juiz acabou solto após pagar fiança de seis salários mínimos.

O UOL tentou contato com Jorge Jansen para se explicar sobre o episódio da pousada, mas ele não foi encontrado.

"O depoimento dele e tudo o que ele falou está nos autos, que agora está em segredo de Justiça", afirmou ao UOL o delegado de Santo Amaro, Ricardo Carneiro, que investiga o caso.

Histórico de violência

Jorge Jansen foi juiz da 5ª Vara Cível do Rio de Janeiro. Em 2018, ele foi flagrado atirando contra o médico Pedro Augusto Guerra, que morava próximo a sua residência, em Copacabana. Pedro não ficou ferido. Na época, o caso foi enviado ao Tribunal de Justiça do Rio e Jorge foi aposentado compulsoriamente.

Notícias