PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

'Não é médico para orientar', diz Otto Alencar sobre Bolsonaro na pandemia

Senador Otto Alencar criticou atual de Jair Bolsonaro na gestão da pandemia  - Jefferson Rudy/Agência Senado
Senador Otto Alencar criticou atual de Jair Bolsonaro na gestão da pandemia Imagem: Jefferson Rudy/Agência Senado
do UOL

Colaboração para o UOL

04/05/2021 11h46Atualizada em 04/05/2021 12h05

O senador Otto Alencar (PSD-BA) fez hoje duras críticas ao troca-troca de ministros da Saúde feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia do novo coronavírus.

Integrante da CPI da Covid, o senador reclamou da forma como Bolsonaro interferia no Ministério da Saúde quando a pasta estava sob o comando de Eduardo Pauzello.

"O presidente encontrou no ministro Pazuello aquele que obedecia todas as ordens e orientações médicas, e o presidente não é médico para orientar daquela forma", criticou o senador, em entrevista à GloboNews.

Otto defendeu a gestão de Luiz Henrique Mandetta à frente do Ministério da Saúde. Mandetta começou a pandemia sob o comando da pasta e a foi demitido em abril após desgaste com o presidente.

Infelizmente aquilo que ele estava propondo teve uma força contrária, que foi do presidente da República. Isso levou à sua demissão
Otto Alencar

Todos os quatro ministros que o país teve durante a pandemia vão ser ouvidos na CPI da Covid por ordem cronológica.

Hoje, Mandetta e Nelson Teich são os que prestam depoimento. Amanhã estava previsto a fala de Pazuello, mas o general do Exército avisou que não irá à comissão por suspeita de contaminação da covid-19.

O atual comandante da pasta, Marcelo Queiroga, dará seu depoimento na quinta-feira (6).

Notícias