PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Idoso usa código morse para fugir de casa de repouso com a mulher

Casal ficou "desaparecido" por 30 minutos e uma multa foi aplicada ao estabelecimeno - iStock
Casal ficou "desaparecido" por 30 minutos e uma multa foi aplicada ao estabelecimeno Imagem: iStock
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/05/2021 21h44Atualizada em 03/05/2021 21h44

Um veterano das Forças Armadas dos Estados Unidos usou seu conhecimento militar décadas depois para fugir do asilo onde mora com a mulher, no estado americano do Tennessee.

O idoso - que teve a identidade preservada - usou seu conhecimento em código morse para memorizar o som das teclas usadas pelos funcionários para controlar o acesso ao lar, segundo o site Tennesssean,

Apesar da fuga inicialmente bem-sucedida, por conta de suas limitações físicas o casal não conseguiu ir muito longe, e foi flagrado por um pedestre, que os levou de volta para a casa de repouso, a apenas algumas ruas do local.

Lar de idosos de onde o casal fugiu, no Tennsesse (EUA) - Reprodução/Google Street View - Reprodução/Google Street View
Lar de idosos de onde o casal fugiu, no Tennsesse (EUA)
Imagem: Reprodução/Google Street View

Segundo um relatório do conselho de licenciamento residencial do Departamento de Saúde do Tennessee, que foi chamado para investigar o caso, os aventureiros foram considerados como desaparecidos por cerca de 30 minutos.

Ao ser questionado sobre o plano de fuga, o idoso explicou que foi "capaz de ouvir o código quando a equipe digitou os números e conseguiu descobrir o código numérico para sair da unidade usando a memória".

Apesar de o veterano ter confessado a travessura, o asilo ainda passou pela investigação do órgão estadual de saúde.

A instituição foi multada em 2 mil dólares - aproximadamente R$ 10.800 reais na cotação atual.

Questionada sobre a situação, a filha do idoso disse que irá visitá-lo com mais frequência.

Já os funcionários responsáveis pelo estabelecimento afirmaram que trocaram todas as senhas das portas.

"A segurança de nossos residentes é a principal prioridade em nossa comunidade de idosos. Estamos gratos que ambos os residentes foram devolvidos à comunidade com segurança", escreveu o lar.

Notícias