PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Homem mata funcionária da polícia a facadas na França e é morto

23/04/2021 12h00

Paris, 23 Abr 2021 (AFP) - Um homem matou com facadas uma funcionária da delegacia de Rambouillet, uma cidade a cerca de 60 km ao sudoeste de Paris, antes de ser morto a tiros por outros policiais, informaram a Procuradoria de Versalhes e fontes policiais.

A Procuradoria Nacional Antiterrorista francesa (Pnat) disse à AFP que a Subdireção da Luta contra o Terrorismo está "realizando uma avaliação e que não assumiu a investigação até o momento".

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, e seu ministro do Interior, Gérald Darmanin, anunciaram que estão se encaminhando imediatamente para a delegacia desta cidade de 26.000 habitantes.

"Prestarão seu apoio aos colegas da vítima e, por meio deles, a todo o corpo da polícia nacional" e das forças de segurança "atacadas mais uma vez", diz um comunicado do governo.

Segundo as primeiras informações da investigação, a funcionária administrativa foi esfaqueada duas vezes na garganta quando retornava de seu horário de almoço.

"O horror mais uma vez aponta e atinge as forças de ordem", reagiu o sindicato policial Alianza no Twitter.

A vítima sofreu inicialmente uma parada cardíaca e morreu logo depois, apesar da intervenção dos socorristas.

Seu suposto agressor, de nacionalidade tunisina e de 36 anos, morreu pouco depois por outro agente, segundo uma fonte policial. A fonte acrescentou que ele não possuía antecedentes criminais e tinha seus documentos em dia.

Um cordão de segurança impedia que uma dezena de curiosos se aproximasse da delegacia, localizada em um bairro residencial nobre, observou um jornalista da AFP.

Os últimos anos foram marcados por vários ataques com faca na França. Em 16 de outubro de 2020, neste mesmo departamento de Paris (Yvelines), um professor de ensino médio foi decapitado por um jovem de 18 anos de origem chechena.

Em 3 de outubro de 2019, nas instalações da sede da polícia de Paris, um funcionário matou a facadas três policiais e outor funcionário administrativo, antes de ser morto.

sm/meb/mar/aa

Notícias