PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Masculino, maduro e emocional: como designer brasileiro mudou o novo Polo

do UOL

Joaquim Oliveira

Colaboração para o UOL, em Lisboa (Portugal)

22/04/2021 04h00

Os gêmeos Pavone ainda mal tinham começado a andar e já faziam esboços de carros. Essa paixão quase desde o berço, a determinação e talento deram frutos.

Marco é o nº1 do design da Volkswagen na sede da marca na Alemanha, enquanto José Carlos é o diretor de design da empresa no Brasil - e responsável por desenhar o principal lançamento da marca por aqui, o Nivus.

Em bate-papo com o UOL Carros, Marco falou sobre a geração 6.5 do Polo e explicou alguns dos pontos mais importantes que mudaram no novo modelo.

Marco Pavone ao lado do primeiro VW Polo - Divulgação - Divulgação
Marco Pavone ao lado do primeiro VW Polo
Imagem: Divulgação

O Polo original foi lançado em 1975 e a sexta geração, que agora foi atualizada, estreou em 2017. Entre esses dois momentos passaram mais de 40 anos, mas ainda assim existem semelhanças entre esses dois veículos?
Embora o primeiro Polo tivesse dimensões completamente diferentes e o novo modelo seja o maior de sempre, as proporções são semelhantes: projeções de carrocerias curtas, distribuição cuidada da estrutura do teto em relação ao comprimento do veículo e formas que afunilam na frente. E muito importante: o pilar C que desce a pique e que é consideravelmente mais dinâmico no novo Polo.

Quer dizer que os antepassados do Polo influenciaram o design do novo modelo?
O gráfico dos vidros laterais é um bom exemplo. Já em 1975 era um importante elemento do design. A longa dobradiça continua lá, mas mais dinâmica e poderosa. A partir de 2017 o Polo reforçou a sua forma de cunha, "ombros" fortes e silhueta de tornado. No geral, é claramente mais masculino, mais "maduro" - e mais emocional.

Que especificações influenciaram o desenvolvimento do design?
O design da Volkswagen tem tudo a ver com lógica. As linhas dinâmicas ajudam a estruturar as superfícies e fornecem um sentido de perspetiva. A lógica pode ser muito bem vista na frente do carro - todas as linhas se juntam para criar um dinamismo masculino. É como a matemática: certos fatores combinados produzem um certo resultado; tudo no final de contas se encaixa.

E o que quis mudar no design exterior nesta geração de 2021?
Destaco duas áreas: em primeiro lugar, a grade dianteira com a faixa de luz em toda a largura, servindo como luz de condução diurna, ajuda a combinar todos os elementos. Ao mesmo tempo que torna o novo Polo mais amplo e requintado do que antes. E em segundo lugar, o novo design dos faróis posteriores, que realçam a traseira e fazem com que o Polo pareça pertencer a uma classe de veículos acima, pela primeira vez em sua história.

Notícias