PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Finanças vão fluir quando houver resultados, diz embaixador americano

Todd Chapman, embaixador dos Estados Unidos no Brasil - NurPhoto via Getty Images
Todd Chapman, embaixador dos Estados Unidos no Brasil Imagem: NurPhoto via Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

22/04/2021 23h15

O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, afirmou hoje que "finanças vão fluir em mais volume" quando o país norte-americano começar a ver resultados práticos das ações do Brasil no combate ao desmatamento. Chapman disse também que o discurso do presidente Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima e os compromissos feitos foram muito bem recebidos.

"Finanças vão fluir em mais volume quando pudermos ver os resultados, em três, quatro meses um resultado bastante importante no desmatamento. É um dever para o governo federal, estadual e o setor privado", afirmou o embaixador em entrevista à CNN Brasil.

Chapman comentou a participação do Brasil na Cúpula do Clima, evento organizado pelo presidente norte-americano, Joe Biden, que contou com a participação de líderes de todo o mundo. Em seu discurso, Bolsonaro mudou o tom, afirmou que o país está aberto à "cooperação internacional" na área ambiental e declarou que o país buscará atingir a neutralidade climática.

"Hoje Bolsonaro fez um compromisso de muita ambição, de chegar a neutralidade de carbono até 2050, e isso é bastante importante. Eu entendo que certas pessoas duvidam se vão chegar à meta ou não", afirmou o embaixador. "Tem que primeiro ter a grande ambição que Bolsonaro mostrou hoje. Agora todos nós temos que encontrar formas de ajudar o Brasil a atingir essa meta tão ambiciosa", completou.

O presidente também deixou de lado o discurso de soberania nacional e pediu recursos à comunidade internacional para garantir a preservação ambiental. Na entrevista, Todd Chapman disse que o financiamento necessário para atingir os compromissos "é algo que está em muita discussão".

Notícias