PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Como Tesla salvou Joana Prado, a 'Feiticeira', em acidente grave nos EUA

do UOL

Do UOL

Em São Paulo (SP)

08/04/2021 15h03

Joana Prado, conhecida como Feiticeira nos anos 90, sofreu na última terça-feira um forte acidente automotivo nos Estados Unidos, onde reside. Ela estava a bordo de um Tesla Model X com a filha Kyara, e sofreu apenas ferimentos leves. Em um vídeo publicado em seu Instagram, ela afirmou que teve fraturas no pé e outros machucados leves.

Em uma filmagem feita por seu marido, o lutador Vitor Belfort, é possível ver o Model X com a frente completamente destruída, janelas estilhaçadas e os airbags desinflados. De acordo com Joana, a motorista do outro carro - que causou o acidente - estava sob efeito de álcool e outras substâncias, e ainda estava desacordada quando ela e a filha saíram do hospital.

A forma que o carro ficou e as lesões leves sofridas para Joana e a filha evidenciam a segurança e os avanços feitos pela indústria automotiva nos últimos anos. E o modelo em questão ilustra isso perfeitamente.

Matéria da CNN em 2017 chama o Tesla Model X de "o SUV mais seguro do mundo". E de fato, o carro - à venda desde 2015 - foi projetado para ser assim de acordo com a montadora.

Não por acaso, em testes de impacto feitos pela Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário (NHTSA) dos EUA, o modelo tem nota máxima - cinco estrelas - em todas as categorias e subcategorias. O fato é bastante significativo: nunca antes na história um SUV havia alcançado este feito.

tesla - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

E o fato de ser elétrico ajuda a explicar o motivo. Sua bateria é montada sob o piso do veículo, criando um centro de gravidade baixo, diminuindo assim a probabilidade de um capotamento na estrada - problema crônico dos SUVs.

Com reforços na estrutura da cabine e boa absorção de energia, "os ocupantes do Model X têm uma probabilidade geral de 93%" de escaparem de acidentes sem ferimentos graves, segundo o NHTSA.

Além da segurança estrutural, o Model X ainda tem airbags frontais, laterais, de cortina e para joelho. Freios ABS, controle de estabilidade (sistema que reduz a potência do veículo quando o limite da aderência é alcançado) e pré-tensores nos cintos de segurança completam os itens que ajudam a mitigar os efeitos de um grande impacto.

Assim, não é de se estranhar que horas depois de um grande acidente como o que sofreu, Joana e a filha tenham gravado um vídeo para suas redes sociais a salvo.

Motorização e recarga

Ele é oferecido em duas versões de motorização no site da Tesla. A mais básica, focada em autonomia, tem dois motores elétricos que entregam 670 cv e autonomia estimada de 570 km. Mesmo sendo a "mais fraca", leva o SUV de 0 a 96 km/h (0 a 60 milhas) em 3,8 segundos.

Já a versão Plaid, que descreve as mais potentes de todos os carros da marca, tem três motores elétricos que rendem um pico de até 1.020 cv com os quais o Model X é capaz de acelerar de 0 a 96 km/h em 2,5 segundos. A autonomia estimada é de 540 km com uma carga completa na bateria.

Nas duas versões acima, o Model X conta com tração integral nas quatro rodas. Com uma rede de carregadores ultrarrápidos espalhados pelos Estados Unidos, a Tesla promete 250 km de autonomia com apenas 15 minutos de recarga para o SUV.

Equipamentos

Além de toda construção em torno da ideia de segurança, o Tesla é um SUV de luxo, é importante reforçar. Por isso, por dentro, ele oferece até 22 alto-falantes no sistema de som, uma central multimídia de 17 polegadas no painel com acesso serviços de streaming, bancos ventilados e ar-condicionado de três zonas.

Ele traz, como os demais modelos da marca a tecnologia Autopilot de direção autônoma. Esse item permite ao carro manter a direção e seguir coordenadas de GPS sem que o motorista comande o volante, apesar de não ser permitido. Ele ainda estaciona o veículo ao encontrar vagas e até consegue auxiliar o motorista caso perceba a possibilidade de colisão.

Notícias