PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Servidora de José Serra morre de covid-19

do UOL

Carla Araújo e Fábio Góis

Do UOL, em Brasília

08/04/2021 14h37Atualizada em 08/04/2021 14h53

A copeira Maria Aparecida Alves, lotada no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP) em Brasília, morreu na manhã desta quinta-feira (8) em decorrência de complicações da covid-19. A servidora, que tinha 58 anos, é a terceira pessoa da equipe do parlamentar tucano a enfrentar a doença.

Segundo a assessoria de imprensa do senador, outros dois servidores que atuam em São Paulo lutam contra a covid-19. Eles estão internados em estado grave devido à infecção por coronavírus.

O gabinete de José Serra está fechado desde o ano passado, quando Maria Aparecida deixou de dar expediente presencialmente. A medida de distanciamento social, no entanto, não foi suficiente no caso da copeira, que deixa os filhos Leonardo e Gracieli. Ainda segundo a assessoria, o o gabinete dará todo o suporte à família da copeira, incluindo o sepultamento.

O marido de Maria Aparecida também está internado em estado grave. Conhecido como sanfoneiro Chaguinha, ele está intubado.

Em nota, o senador disse que a morte da copeira "deixa um vazio na equipe". "Meus sentimentos ao Leonardo e à Gracieli, seus filhos, e também aos netos e familiares. Estimo o pronto restabelecimento de seu marido, internado pela mesma razão. Estamos todos consternados", afirmou.

Segundo registros da Câmara, já são 531 os servidores que contraíram coronavírus, com 21 mortes. O UOL pediu os dados do Senado e os divulgará tão logo eles sejam obtidos.

Senadores vítimas da covid-19

Três senadores morreram de covid-19. O mais recente, Major Olímpio (PSL-SP), chegou a participar de uma sessão remota de plenário, em 3 de março, em seu leito no Hospital São Camilo, em São Paulo. Ele faleceu 15 dias depois, no dia 18. Um assessor de imprensa do senador também chegou a ficar em estado grave e ainda se recupera da doença.

Os outros senadores vítimas da covid-19 foram Arolde de Oliveira (PSD-RJ), que morreu em 21 de outubro, e José Maranhão (MDB-PB), no início de dezembro. Eles tinham 83 e 87 anos, respectivamente.

Notícias