PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Alerj aprova incluir pais de deficientes em grupo prioritário da vacinação

Alerj autoriza a inclusão de pais, mães e tutores de pessoas com deficiências intelectuais entre as prioridades de vacinação contra covid-19 - Julia Passos/Alerj
Alerj autoriza a inclusão de pais, mães e tutores de pessoas com deficiências intelectuais entre as prioridades de vacinação contra covid-19 Imagem: Julia Passos/Alerj
do UOL

Colaboração para o UOL

08/04/2021 15h28

A Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) aprovou hoje um projeto que autoriza a inclusão de pais, mães e tutores de pessoas com deficiências intelectuais nos grupos prioritários de vacinação contra a covid-19. O texto, de autoria original do deputado Rodrigo Amorim (PSL), segue para sanção ou veto do governador em exercício, Cláudio Castro (PSC).

"As pessoas com deficiência intelectual possuem dificuldades alimentares e de funções de estruturas orgânicas, como o trato respiratório e sistema imunológico, por isso é importante imunizar as pessoas que estão por perto e cuidam dela", justificou Amorim. A medida também vale para cuidadores, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

"Do ponto de vista social, a convivência com esses profissionais é importante e estabelece vínculos. O afastamento em decorrência da pandemia também teve efeitos devastadores neste sentido. Sendo assim, a vacinação de tais profissionais trará maior qualidade de vida a eles", declarou o parlamentar.

De acordo com o projeto, são doenças intelectuais: Síndrome de Down, Síndrome do X-Frágil, Síndrome de Prader-Willi, Síndrome de Angelman, Alzheimer, Transtorno do espectro do autismo (TEA), doenças incapacitantes, temporárias ou permanentes e quaisquer outras descritas pelo médico. A medida prevê que todos os contemplados apresentem documentação que comprove o vínculo com a pessoa com deficiência.

Notícias