PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Professor escreve 'crítica' a aluna em livro de despedida: 'Voz irritante'

Recado do professor diz: "Ashleigh, às vezes vou para casa e não consigo dormir porque sua voz irritante, que simplesmente não para, fica soando em meus ouvidos. É como a pior tortura que a humanidade conhece. Isso é tudo. Boa sorte. Sr. Seedat" - Reprodução/Twitter/@arcticashhh
Recado do professor diz: 'Ashleigh, às vezes vou para casa e não consigo dormir porque sua voz irritante, que simplesmente não para, fica soando em meus ouvidos. É como a pior tortura que a humanidade conhece. Isso é tudo. Boa sorte. Sr. Seedat' Imagem: Reprodução/Twitter/@arcticashhh
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/04/2021 16h06

É tradição que alunos e professores troquem recados elogiosos em camisetas e livros de despedida no fim do ano letivo ou antes da formatura dos estudantes. Mas há quem goste de deixar uma mensagem mais descontraída — e até exagerada na dose de sarcasmo. Esse talvez tenha sido o o caso de um professor, que criticou a voz de uma aluna em um recado bem ácido.

A mensagem viralizou nas redes sociais e foi compartilhada no Twitter pela própria ex-estudante, que se chama Ashleigh e é do estado norte-americano de Iowa. "Ainda não consigo acreditar que isso é o que meu professor de inglês escreveu no meu livro quando saí da escola", escreveu a jovem.

O recado ousado do docente diz: "Ashleigh, às vezes vou para casa e não consigo dormir porque sua voz irritante, que simplesmente não para, fica soando em meus ouvidos. É como a pior tortura que a humanidade conhece. Isso é tudo. Boa sorte. Sr. Seedat".

A aparente crítica do professor rendeu mais de 61,1 mil curtidas e foi compartilhada bem mais que 2,5 mil vezes. O caso repercutiu tanto que Ashleigh decidiu esclarecer que o professor era bastante brincalhão e que ela é uma aluna que não conversava muito durante as aulas.

"Sarcasmo na sua melhor versão porque eu mal falei naquela aula", garantiu a estudante, no Twitter. "Posso acrescentar que o Sr. Seedat era um professor engraçado e sarcástico, tenho quase certeza de que ele escreveu algo tão engraçado quanto nos livros de todo mundo."

O incidente curioso deixou muitos internautas incrédulos e duvidando que aquilo realmente aconteceu. Então a ex-aluna tentou provar que a mensagem foi verídica, ao postar uma foto de um print dela perguntando ao professor no Twitter se foi ele mesmo quem escreveu aquilo.

"Oh, meu Deus. Fui [eu] mesmo", escreveu o docente.

Notícias