PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

VW Polo Track: o que já sabemos sobre o substituto do up! no Brasil

Projeção de como será o VW Polo Track - @overboostbr
Projeção de como será o VW Polo Track Imagem: @overboostbr
do UOL

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

08/04/2021 15h31

A Volkswagen selou ontem o fim do subcompacto Up! no Brasil. O modelo que era fabricado em Taubaté (SP) sai de linha após sete anos de mercado, sem deixar uma segunda geração ou um sucessor direto.

Porém, isso não significa que os clientes da marca terão que apostar nos mais antigos Gol e Fox. Em breve, a empresa dará início à produção do Polo Track, versão de entrada que substituirá o up! na linha de produção no interior de São Paulo.

O sobrenome "Track" ao Polo que substituirá o up! já dá indícios do que esperar. O nome já foi usado em versões de Gol e Fox, carros que também podem sair de linha com a chegada da nova versão.

Tanto no Gol quanto no Fox, o nome Track veio associado a apliques plásticos nas caixas de roda, no estilo dos carros aventureiros, mas mais leve. Além disso, trazia um adesivo com o nome da versão na parte inferior das portas. As projeções de Renato Aspromonte, do @overboostbr, dão indicações de como pode ser o novo Polo Track.

De "novo", Polo Track não terá muitas coisas. O modelo manterá o visual que conhecemos atualmente do hatch, enquanto para as versões mais caras haverá um facelift, ainda este ano, com pequenas mudanças no visual.

A tática de manter o velho em linha não é nova no Brasil. Praticamente toda companhia já fez isso em algum momento, e um exemplo ainda em linha é o do Onix Joy, que é o antigo Onix, como linha de entrada. Ou como a Fiat fez muito com o Palio, quando mantinha o visual antigo como "Palio Fire" no mercado.

Projeção de como será o VW Polo Track via Overboost - @overboostbr - @overboostbr
Imagem: @overboostbr

O Polo Track será equipado com o motor 1.0 MPI, ou seja, o motor três cilindros aspirado que já está presente na linha do hatch, com câmbio manual de cinco marchas na versão de entrada. Ele rende até 84 cv e 10,4 mkgf com etanol. Com isso, esse propulsor deixará de ser oferecido no Polo reestilizado.

A outra aposta é o motor 1.6 flexível adotado em versões intermediárias e que pode vir com o câmbio automático de seis marchas, o mesmo que está associado ao 1.0 turbo de até 128 cv das versões Comfortline e Highline.

Se o visual é antigo, pelo menos o consumidor terá um carro moderno em termos de construção. A plataforma é a MQB, base de construção desde o Polo até o Tiguan - para ficar em produtos oferecidos no Brasil.

Isso significa que o Polo Track é um carro com bons requisitos de segurança. No Latin NCAP, o Polo tem cinco estrelas tanto na proteção de adultos quanto de crianças usando dispositivo de retenção no banco traseiro. Além disso, já conta com quatro airbags em todas as versões.

Notícias