PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Milionário britânico é encontrado morto a facadas em sua mansão de R$ 15 mi

Richard Lexington Sutton tinha uma fortuna avaliada em R$ 2,2 bilhões  - Reprodução
Richard Lexington Sutton tinha uma fortuna avaliada em R$ 2,2 bilhões Imagem: Reprodução
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/04/2021 15h06

Um dos homens mais ricos da Grã-Bretanha foi encontrado morto a facadas dentro de sua mansão, avaliada em 2 milhões de libras esterlinas — aproximadamente R$ 15 milhões. Richard Lexington Sutton, de 83 anos, teria sido alvo de um ataque na noite de quarta-feira (7), na residência em Dorset, na Inglaterra.

Três horas após o crime, a polícia prendeu um homem de 34 anos sob suspeita de ter cometido o assassinato. Um veículo Range Rover, possivelmente ligado ao homicídio, foi perseguido pelas autoridades por mais de 160 quilômetros, em quatro condados diferentes, até ser parado em Londres.

Segundo o site britânico The Sun, o milionário - que, em cifras equivalentes seria biolionário no Brasil - foi encontrado com feridas fatais e declarado morto logo após a chegada dos policiais, que receberam um telefonema de uma testemunha preocupada com o bem-estar dos ocupantes da mansão.

Uma mulher, acredita-se que segunda a esposa de Richard, Anne Schreiber, também estava ferida por facadas. Ela foi encaminhada para o Hospital Southmead, em Bristol e sua condição foi descrita como "crítica".

Enquanto isso, o suspeito de ter cometido a agressão e matado o milionário foi levado a um hospital para tratamento de ferimentos não fatais. A Equipe de Investigação de Crimes Graves da Polícia de Dorset ainda investiga o caso.

De acordo com o tabloide britânico Daily Mail, Richard era dono do hotel cinco estrelas Sheraton Grand, de Londres, e do luxuoso Athenaeum, em Piccadilly. Recentemente, ele foi eleito para o 435º lugar da lista de homens ricos do jornal britânico Sunday Times.

O dono de uma volumosa fortuna de 301 milhões de libras esterlinas — cerca de R$ 2,2 bilhões — era proprietário de várias terras, e estava divorciado da primeira esposa, a italiana Fiamma Sutton. Ele deixa cinco netos e os filhos David, de 61 anos, e Caroline, de 55.

Notícias