PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Macron reforma escola da elite francesa a favor de mais diversidade

08/04/2021 16h20

Paris, 8 Abr 2021 (AFP) - O presidente francês Emmanuel Macron anunciou nesta quinta-feira(8) uma ampla reforma da Escola Nacional de Administração (ENA), berço da elite francesa, para garantir maior diversidade social e reativar a mobilidade social.

Macron, que foi aluno desta prestigiada escola entre 2002 e 2004, anunciou seus planos de reformar a instituição em 2019 após protestos antigovernamentais dos "coletes amarelos", que evidenciaram o crescente descompasso entre as elites e as classes populares.

Criado em 1945, o ENA, de cujas salas de aula surgiram vários presidentes franceses, incluindo Jacques Chirac e François Hollande, será renomeado como Instituto de Serviço Público (ISP).

Sua sede permanecerá na cidade de Estrasburgo (leste).

A reforma, preparada há vários meses, prevê uma profunda reorganização das condições de admissão, ensino e forma de avaliação dos alunos, segundo fonte próxima do executivo.

Até agora, sua admissão praticamente garantia um emprego nos escalões superiores do setor público e há muito é considerada o caminho mais promissor para a política.

Macron revelou em fevereiro que 1.000 vagas seriam criadas em dois novos programas, para preparar alunos de turmas modestas para ingressar nas principais escolas de ensino médio da França.

Estudos mostram que os alunos da ENA vêm, em sua maioria, de famílias ricas com ensino superior.

pol-jg/fz/meb/jz/mb/jc

Notícias