PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Lavrov adverte que Rússia responderá a qualquer ação hostil dos EUA

08/04/2021 19h09

Nursultan, 8 abr (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, advertiu nesta quinta-feira que o governo do país vai responder a qualquer ação hostil dos Estados Unidos, ao comentar notícias de que Washington está considerando expulsar diplomatas russos e impor novas sanções

"Responderemos a quaisquer passos inamistosos. Isto cai por seu próprio peso", disse Lavrov em uma entrevista coletiva conjunta com o chanceler do Cazaquistão, Mukhtar Tleuberi.

Logo após assumir o poder, o presidente dos EUA, Joe Biden, ordenou uma investigação sobre possíveis ações hostis da Rússia, como ciberataques, ingerência nas eleições americanas, envenenamento do líder da oposição russa Alexei Navalny e o pagamento de recompensas pelo assassinato de militares americanos no Afeganistão.

De acordo com a imprensa americana, a investigação foi concluída, e a Casa Branca está atualmente considerando expulsar os diplomatas e impor sanções a funcionários do governo russo.

"Li informações de que o governo (dos EUA) concluiu a revisão de ações hostis da Rússia. Eles fizeram isso muito rapidamente, porque nos acusam de um grande número de pecados, e isso não pode ser feito em algumas semanas, nem mesmo em alguns meses", disse Lavrov.

O ministro russo afirmou ainda que a política de Washington em relação à Rússia não leva a lugar nenhum e é improdutiva.

"Esta situação tem se repetido muitas vezes, e estas ações nos convencem de apenas uma coisa: devemos confiar em nossas próprias forças, porque nem os Estados Unidos, nem seus aliados são parceiros confiáveis, e em áreas-chave para o funcionamento do estado não podemos depender de seus estados de espírito e de qual pé eles estão", enfatizou. EFE

Notícias