PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Carros infestados de ratos: como pandemia criou novo problema em veículos

Ratos depredam cabos em carro - Getty Images
Ratos depredam cabos em carro Imagem: Getty Images
do UOL

Do UOL

Em São Paulo (SP)

06/04/2021 15h24

O termo "ratholes" (em português, buraco de ratos) é utilizado habitualmente no mundo dos automóveis para designar pequenos buracos indesejados entre peças na concepção de um veículo. Sua origem vem exatamente do fato de ratos poderem entrar no carro por estes pontos.

E, com várias pessoas deixando de trafegar com seus carros durante a pandemia do coronavírus, os carros têm cada vez mais se tornado refúgios para roedores, já que não estão trafegando e muitas vezes passam semanas sem rodar.

"Os proprietários de carros muitas vezes não percebem que um rato ou camundongo está vivendo sob o capô", disse Keith Canete, técnico automotivo, à Forbes.

"Isso ocorre até que sintam o cheiro pungente de urina que entra pelo ar-condicionado quando ligam o motor, o que indicaria que o rato ou que uma colônia de ratos já está instalada no veículo há algum tempo. Os ratos são oportunistas que tendem a escolher carros que ficaram parados do lado de fora por uma semana ou mais para construir uma casa aconchegante sob o capô."

Para se precaver disso, é necessário tomar alguns cuidados. Entretanto, a principal prevenção ainda continua ser rodar com o veículo frequentemente.

"Para evitar que um grupo de roedores indesejados se fixe em seu motor, certifique-se de dirigir seu carro pelo menos uma vez por semana e nunca deixe comida no veículo, porque os ratos têm um olfato apurado e atacarão seu veículo se estiverem em bando", acrescenta Canete.

"Se você quiser ir mais longe para evitar uma infestação de ratos sob o seu capô, pode borrifar seu veículo com um spray de hortelã ou instalar um ultrassom que emita um ruído agudo que apenas roedores podem ouvir. Isso os repele."

Notícias