PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Rodízio em São Paulo mantém novos horários apesar do fim do feriado

Vista do trânsito no centro de São Paulo, em março, durante a fase emergencial - Nelson Antoine/Estadão Conteúdo
Vista do trânsito no centro de São Paulo, em março, durante a fase emergencial Imagem: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo
do UOL

Colaboração para o UOL

05/04/2021 11h57

O rodízio de veículos em São Paulo continuará no mesmo horário que é feito atualmente, por causa da fase emergencial do Plano São Paulo. A restrição é válida das 20h às 5h.

Antes da implementação da fase emergencial, o rodízio de veículos tinha outro horário. A mudança aconteceu quando houve antecipação de feriados, para conter a aceleração da pandemia de covid-19. Esse "feriadão" acabou ontem, mas o rodízio seguirá da mesma forma

A Prefeitura de São Paulo alega que o objetivo do rodízio atual é liberar os carros durante o dia e assim reduzir a aglomeração no transporte público.

O horário do novo rodízio acompanha o toque de recolher da fase emergencial, que é uma recomendação para que as pessoas não circulem entre 20h e 5h.

Veja como fica a restrição para cada carro, de acordo com o número final da placa:

1 e 2: das 20h de segunda-feira às 5h de terça;
3 e 4: das 20h de terça-feira às 5h de quarta;
5 e 6: das 20h de quarta-feira às 5h de quinta;
7 e 8: das 20h de quinta-feira às 5h de sexta;
9 e 0: das 20h de sexta-feira às 5h de sábado.

O descumprimento da regra de rodízio implica em infração com multa no valor de R$ 130,16 e 4 pontos na carteira do motorista.

A fase emergencial do Plano São Paulo foi estabelecida até o dia 11 de abril e existe a possibilidade de prorrogação, caso os índices da pandemia não melhorem.

Notícias