PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Covid: Maior fabricante de vacinas alerta para escassez de matéria-prima

                                 As primeiras doses da vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a Fiocruz e produzidas pelo Instituto Serum, chegaram em Pernambuco no domingo (24)                               -                                 MIVA FILHO/SES
As primeiras doses da vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a Fiocruz e produzidas pelo Instituto Serum, chegaram em Pernambuco no domingo (24) Imagem: MIVA FILHO/SES
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/03/2021 16h55

O CEO do Instituto Serum da Índia, Adar Poonawalla, demonstrou preocupação com a possibilidade de uma escassez de materiais essenciais para o processo de produção das vacina contra a covid-19. Em painel do Banco Mundial, o diretor do instituto indiano falou que o mundo precisa "discutir melhor" este tema.

O alerta se deu após o governo Biden anunciar planos de aplicar a Lei de Produção de Defesa para garantir os suprimentos necessários na produção da vacina da Pfizer para distribuição local. Esta ação faria com que os Estados Unidos parassem de exportar matérias-primas necessárias para a fabricação de imunizantes em outros lugares do mundo.

"Isso é algo que precisaria de alguma discussão com o governo Biden para explicar a eles que há o suficiente para todos", disse Poonawalla. "Estamos falando sobre ter acesso global gratuito a vacinas, mas se não conseguirmos tirar as matérias-primas dos EUA, isso será um sério fator limitante", completou.

Soumya Swaminathan, cientista-chefe da OMS, foi na mesma linha do diretor do Instituto indiano. Para ela, existe a necessidade de uma coordenação global e um acordo geral para que não haja a proibição da venda materiais necessários.

"Há uma escassez de materiais, de produtos que você precisa para a fabricação de vacinas", disse ela, explicando que há uma escassez de frascos, vidros, plásticos e rolhas que são usados no processo de produção.

O Instituto indiano Serum tem a permissão para fabricar milhões de vacinas da AstraZeneca e da Novavax. De acordo com Poonawalla, já foram distribuídas 90 milhões de doses da vacina da AstraZeneca para 51 países.

Notícias