PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Deputado do PSL é condenado por dizer que PSOL tem ligação com narcotráfico

Frederico D"Ávila disse que tinha provas e apresentou três links para a Justiça - Gabriel Cabral/Folhapress
Frederico D'Ávila disse que tinha provas e apresentou três links para a Justiça Imagem: Gabriel Cabral/Folhapress
do UOL

Colaboração para o UOL

04/03/2021 15h19

O desputado estadual Frederico D'Ávila (PSL-SP) foi condenado por ter publicado nas redes sociais que o PSOL tem ligações com o narcotráfico internacional. Ele foi processado por causa de tal afirmação e não conseguiu provar que é verdade.

Frederico publicou uma imagem no Instagram sobre uma discussão com a deputada estadual Monica Seixas (PSOL-SP). Na legenda ele escreveu que ela faz parte de um partido "que tem estreitas ligações com o narcotráfico internacional". Ele também respondeu a perguntas de seguidores, alegando que tinha como comprovar tal declaração.

O PSOL processou Frederico e disse ter sido alvo de publicações com conteúdo ofensivo e inverídico. Pediu indenização por danos morais, direito de resposta e retirada da publicação.

Frederico se defendeu na Justiça e disse que tinha as palavras e opiniões acobertadas pela imunidade parlamentar.

O juiz do caso, Helmer Augusto Toqueton Amaral, pediu para Frederico apresentar as provas citadas e recebeu três links. Helmer julgou que "nenhum destes links demonstra eventual envolvimento do PSOL com o tráfico de drogas".

Portanto Frederico foi condenado pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 8 mil e terá que suprimir as publicações em que cita essa suposta ligação do PSOL com o narcotráfico.

O PSOL também queria punição para Frederico por outras críticas, inclusive porque Monica foi chamada de "abortista", mas o juiz determinou que esse pedido é improcedente, porque trata-se apenas da opinião do parlamentar.

Notícias