PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Políticos cobram governo a fechar com a Pfizer após Anvisa autorizar vacina

João Amoêdo destacou que o Brasil, assim como a Venezuela, já recusou a compra de vacinas da Pfizer - Matheus Reche/Estadão Conteúdo
João Amoêdo destacou que o Brasil, assim como a Venezuela, já recusou a compra de vacinas da Pfizer Imagem: Matheus Reche/Estadão Conteúdo
do UOL

Colaboração para o UOL

23/02/2021 11h02

Logo depois que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou a aprovação da vacina da Pfizer para uso geral, diversos políticos começaram a pressionar o governo federal para que compre doses do imunizante.

Ex-candidato a presidente, João Amoêdo (Novo) lembrou que o Brasil rejeitou um acordo com a Pfizer no passado e disse que Jair Bolsonaro (sem partido) está sendo incompetente.

"Já sabemos do descaso de Bolsonaro e seu governo com a vacinação. Precisamos fazer nosso papel como cidadão e cobrar diariamente. Não podemos assistir calados a morte de mais brasileiros por incompetência e politicagem do executivo federal", escreveu Amôedo no Twitter.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) comemorou a aprovação e escreveu que "o governo tem a obrigação de comprar imediatamente a maior quantidade de doses disponíveis e distribuir ao SUS".

Companheira de Freixo no PSOL, a deputada estadual Isa Penna seguiu o mesmo tom crítico. "Se não fosse a dupla Bolsonaro e Pazuello ter recusado a oferta da Pfizer em setembro do ano passado... estaríamos num processo muito mais avançado de imunização! Comprem logo essa vacina!".

O senador Randolfe Rodrigues (Rede) prometeu "intensificar nossos esforços para desburocratizar e colocar, o quanto antes, essa vacina à disposição do povo".

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, escreveu que a aprovação da vacina da Pfizer é resultado do "compromisso de abrir caminhos para a regulamentação de novas vacinas".

Notícias