PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Anec reduz previsão de exportação de soja do Brasil em fevereiro

Programação de navios aponta possibilidade de exportações de 6,08 milhões de toneladas para fevereiro, mas chuvas afetaram embarques e colheita - Paulo Whitaker
Programação de navios aponta possibilidade de exportações de 6,08 milhões de toneladas para fevereiro, mas chuvas afetaram embarques e colheita Imagem: Paulo Whitaker

23/02/2021 11h49Atualizada em 23/02/2021 12h15

SÃO PAULO (Reuters) - A exportação de soja do Brasil deve alcançar entre 5 milhões e 6,083 milhões de toneladas neste mês, estimou nesta terça-feira a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), que reduziu as perspectivas ante a projeção da semana anterior, de um intervalo entre 6 milhões e 7,99 milhões de toneladas.

Segundo a Anec, a programação de navios aponta possibilidade de exportações de 6,08 milhões de toneladas para fevereiro, mas chuvas afetando os embarques e a colheita levam a associação a considerar um volume menor, o que tem preocupado o mercado após um janeiro em que as operações com soja nos portos praticamente não existiram devido a baixos estoques.

A colheita de soja 2020/21 do Brasil havia atingido aproximadamente 15% das áreas perto do final da semana passada, com atraso expressivo após um plantio tardio pela seca e agora por chuvas que atrasam os trabalhos.

Em fevereiro do ano passado, a exportação de soja do Brasil, maior exportador global, somou 6,6 milhões de toneladas.

Já a exportação de milho em fevereiro foi vista em pouco mais de meio milhão de toneladas, praticamente estável na comparação semanal, enquanto no mesmo período do ano passado havia atingido 415 mil toneladas.

(Por Ana Mano e Roberto Samora; edição de Luciano Costa)

Notícias