PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

México supera 150 mil mortos por covid-19

Uma pintura escrita coronavírus é vista em um muro enquanto um homem passa de bicicleta na Cidade do México - CARLOS JASSO/REUTERS
Uma pintura escrita coronavírus é vista em um muro enquanto um homem passa de bicicleta na Cidade do México Imagem: CARLOS JASSO/REUTERS

No México

26/01/2021 00h09

O México registrou 659 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, ultrapassando a barreira de 150 mil mortes pela doença, segundo dados oficiais divulgados ontem.

O país soma um total de 150.273 mortes causadas pelo coronavírus. Além disso, as autoridades sanitárias informaram que nas últimas 24 horas foram registrados 8.521 casos confirmados, para um total de 1.771.740 infecções.

As autoridades também relataram 60% de ocupação hospitalar em todo o país, com a Cidade do México, o vizinho Estado do México e os estados centrais de Guanajuato e Hidalgo como as regiões com o menor número de leitos disponíveis.

O número de infecções e mortes por coronavírus aumentou nas últimas semanas no México. Na última quinta-feira houve registro de recorde de casos confirmados e óbitos pela doença.

O vírus chegou até mesmo ao presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, que disse no domingo que tinha testado positivo para covid-19, embora tenha mencionado que tinha sintomas leves.

O presidente não compareceu à habitual coletiva de imprensa matinal e foi substituído nesta segunda-feira pela ministra do Interior, Olga Sánchez Cordero.

O empresário mexicano Carlos Slim, um dos homens mais ricos do mundo, contraiu a covid-19 há mais de uma semana, embora apresente sintomas leves, segundo sua família.

O México, com 128 milhões de habitantes, é o quarto país mais atingido pela doença em números absolutos.

Notícias