PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Seis ex-agentes de Pinochet são absolvidos de condenação de homícidio do ex-presidente chileno Frei Montalva

25/01/2021 12h10

Santiago, 25 Jan 2021 (AFP) - A Corte de Apelações de Santiago revogou, nesta segunda-feira (25), uma decisão em primeira instância e absolveu seis colaboradores da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) condenados há quase dois anos pelo homicídio do ex-presidente chileno Eduardo Frei Montalva em 1982.

O tribunal alegou em sua decisão que os fatos atribuídos aos condenados no julgamento de primeira instância "não correspondem à descrição típica do crime de homicídio pelo qual foi feita a denúncia".

Segundo esta sentença, os fatos não comprovam que a morte de Frei Montalva, presidente do Chile entre 1964 e 1970, ocorrida na clínica Santa María de Santiago em 22 de janeiro de 1982, em plena ditadura, "seja atribuível a qualquer ação dolosa ou culposa de um ou mais terceiros".

Essa sentença pode ser recorrida pela família do ex-presidente Frei Montalva na Corte Suprema, última instância possível.

apg/pb/rs/aa

Notícias