PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Senado: Fabiano Contarato, da Rede, declara voto em Rodrigo Pacheco

O senador Fabiano Contarato (Rede-RS) durante reunião da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) - Marcos Oliveira/Agência Senado
O senador Fabiano Contarato (Rede-RS) durante reunião da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) Imagem: Marcos Oliveira/Agência Senado
do UOL

Natália Lázaro

Colaboração para o UOL, em Brasília

25/01/2021 19h38

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) declarou que vai votar no candidato Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na eleição à presidência do Senado Federal, marcada para 1º de fevereiro. O anúncio é uma "traição" à concorrente Simone Tebet (MDB-MS), que contava com a bancada da Rede no somatório dos pontos.

Em nota, Contarato disse que "espera e confia" na promessa de Pacheco de ser independente do governo federal, evitando o "continuísmo" no Congresso Nacional. O candidato é apadrinhado pelo atual presidente da casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e pelo Palácio do Planalto.

"Quando as condições políticas do impeachment estiverem dadas, decerto que não será ele a impor óbice indevido ao andamento da denúncia, caso a Câmara cumpra seu papel e admita a denúncia", argumentou, em nota.

Apesar de declarar voto ao preferido do Planalto, o senador lamentou a presença de um candidato de oposição ao governo federal.

"Diante da ausência de uma candidatura de oposição, as opções postas se resumem a partidos da base governista, evidenciando nossa dificuldade, enquanto campo político, de superar as diferenças em prol de um objetivo comum, propondo uma alternativa concreta e de clara objeção ao governo federal nesta disputa eleitoral", escreveu.

Com o voto, Simone tem menos um na contagem de pontos para a presidência do Senado Federal, enquanto Pacheco lidera os pontos até o momento, segundo apuração do UOL. No fim da tarde, Alcolumbre anunciou que a votação será feita no dia 1 de fevereiro, às 14h, com voto presencial e em cédulas de papel.

Notícias