PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Estação de tratamento transborda e água invade casas em Florianópolis

Água invadiu casas na Lagoa da Conceição, em Florianópolis - Divulgação/CBMSC
Água invadiu casas na Lagoa da Conceição, em Florianópolis Imagem: Divulgação/CBMSC
do UOL

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL, em Florianópolis

25/01/2021 11h27

O transbordamento de uma estação de tratamento de água invadiu hoje de manhã dezenas de casas que ficam ao redor da Lagoa da Conceição, um dos pontos turísticos de Florianópolis. A situação teria sido provocada pelas fortes chuvas que atingem a cidade desde ontem, segundo o Corpo de Bombeiros. Duas pessoas morreram após deslizamentos de terras.

Cerca de 20 pessoas ficaram presas em casas e precisaram ser retiradas com uso de bote do Corpo de Bombeiros. Alguns aguardavam o resgate em cima de telhados em razão do nível de água em determinadas ruas. Duas pessoas precisaram de atendimentos médicos, sendo um idoso com ferimentos leves e um morador que estava acamado após recente cirurgia.

O transbordamento também arrastou carros pelas ruas, sobretudo, na Avenida Rendeiras. Imagens realizadas pelo helicóptero do Corpo de Bombeiros mostram a água invadindo as ruas.

"Fomos acionados por volta das 6h para atendimento a uma série de alagamentos na Lagoa da Conceição, ocorrido em virtude do rompimento de uma estação de tratamento de água. Ela invadiu a residência e pessoas ficaram ilhadas, sendo duas pessoas feridas", confirmou o tenente-coronel Diogo Bahia Losso, do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros.

Água arrastou carros na Lagoa da Conceição, em Florianópolis - Divulgação/CBMSC - Divulgação/CBMSC
Água arrastou carros na Lagoa da Conceição, em Florianópolis
Imagem: Divulgação/CBMSC

Segundo o oficial, as equipes se dividiram em três forças-tarefas para conter a situação na Lagoa da Conceição.

"Uma faz retirada das pessoas, pois duas necessitaram de atendimento hospitalar. A outra vai retirar veículos que impedem o deslocamento das equipes. Já a terceira busca alternativa de evacuação completa da lagoa ou algum procedimento que evite novamente o alagamento", explicou.

Em comunicado, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), responsável pela estação de tratamento que transbordou, informou que "já providencia recolocação de tubulações e de bombas danificadas pelas fortes chuvas para normalizar o sistema".

A estatal também negou que a água possa levar danos à saúde da população atingida. "A companhia reafirma que o fluxo de água que escorre é composto por efluente já tratado, o mesmo que em outras unidades após o tratamento pode retornar a cursos de água como rios e lagoas", garante.

Água invadiu casas e ruas na Lagoa da Conceição, em Florianópolis - Divulgação/CBMSC - Divulgação/CBMSC
Água invadiu casas e ruas na Lagoa da Conceição, em Florianópolis
Imagem: Divulgação/CBMSC

Chuvas em Florianópolis

Desde sexta-feira (22), fortes chuvas atingem Florianópolis e região metropolitana. A Defesa Civil do Estado colocou a capital com risco muito alto para hoje pela possibilidade de deslizamentos em morros.

Duas pessoas morreram ontem em Florianópolis, no bairro Saco Grande, após um deslizamento de terra provocado pela forte chuva. As vítimas são mãe e filha: Ana Cristina Martins Lopes, 49 anos, natural de São Borja (RS), e Letícia Lopes Machado, 21, era de Florianópolis.

Segundo técnicos da Defesa Civil, após uma semana de chuva o solo está encharcado e há risco de novos deslizamentos de terra, que já somam 30 nos últimos três dias.

O prefeito Gean Loureiro (DEM) informou nas redes sociais que pretende decretar estado de emergência por causa das chuvas.

"Se tiver alguma situação de árvore ou poste inclinados ou rachaduras nas paredes, avisem a Defesa Civil que vamos retirar. Já contratamos um hotel e estamos montando hoje um abrigo para 50 pessoas na Passarela do Samba. Até terça-feira [26], temos o risco de muita chuva", comentou nas redes sociais.

Notícias