PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Protesto contra medida anticovid termina em cinco detenções em Copenhague

24/01/2021 09h48

Copenhaga, 24 Jan 2021 (AFP) - Cinco pessoas foram detidas na noite de sábado (23), em Copenhague, após uma manifestação contra as restrições de combate ao coronavírus.

No ato, um manequim representando a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, foi queimado, relataram a polícia e a imprensa local.

"Houve cinco detenções ligadas à manifestação e à desordem que se seguiu", tuitou a polícia dinamarquesa.

A polícia investiga a queima de um boneco da premiê, algo incomum em uma manifestação na Dinamarca. O manequim de Mette Frederiksen carregava um cartaz que dizia "Tem que matá-la", segundo vídeos da imprensa.

Organizado por um grupo radical, o protesto percorreu a capital dinamarquesa, com seus manifestantes levando tochas aos gritos de "Liberdade para a Dinamarca! Estamos fartos!".

Chamado Men in Black Danemark (Homens de preto Dinamarca, em tradução livre), esse grupo ativo no Facebook vem organizando manifestações contra a "coerção" e a "ditadura" do semiconfinamento decidido pelo governo dinamarquês há mais de um mês.

A manifestação foi tranquila até o momento da dispersão, quando houve tensão com as forças da ordem. Algumas pessoas lançaram garrafas nos policiais.

map/at/zm/pc/tt

Notícias