PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

México pode atrasar 2ª dose de vacina contra Covid-19 e permite compra por empresas

22/01/2021 18h49

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O governo do México informou nesta sexta-feira que a segunda dose da vacina da Pfizer contra Covid-19 pode atrasar e empresas privadas terão permissão para comprar os medicamentos diretamente, no momento em que o país tenta conter o aumento das infecções.

O México estabeleceu dois recordes diários de mortes por coronavírus nesta semana, com hospitais sobrecarregados por um aumento nos casos e pacientes enfrentando elevação de quatro vezes nos preços dos escassos cilindros de oxigênio.

Hugo López-Gatell, o vice-ministro da Saúde, disse que o México está considerando adiar a aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer/BioNTech em pacientes para administrar a primeira dose aos necessitados mais rapidamente.

"Estamos vendo se precisamos expandir o período de tempo para 35 dias", disse López-Gatell, acrescentando que "não haverá necessidade" de atrasar a administração da segunda dose se chegar vacina suficiente nas próximas semanas.

A vacina da Pfizer é atualmente a única distribuída no México, que registra o quarto maior número de mortes causadas pela pandemia em todo o mundo.

O México esperava receber cerca de 400.000 doses da vacina da Pfizer por semana, mas, como resultado dos acordos da farmacêutica norte-americana com a Organização Mundial da Saúde (OMS), agora espera receber apenas metade desse total.

(Reportagem de Anthony Esposito e Raul Fernandez Cortes)

Notícias