PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

-20 °C: criança é resgatada após ficar oito horas em bueiro na Rússia

Yana não sofreu traumas graves pelo tempo exposta ao gelo e receberá apoio psicológico - Reproduçao/Siberian Times
Yana não sofreu traumas graves pelo tempo exposta ao gelo e receberá apoio psicológico Imagem: Reproduçao/Siberian Times
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/01/2021 15h24

Uma garota russa de cinco anos passou por apuros no domingo (17), após cair dentro de um bueiro na ilha de Sacalina, ao oeste do país. Yana Khairulina ficou cerca de oito horas no buraco, escondido no chão por conta da neve. Centenas de voluntários ajudaram na busca pela garota, que não sofreu traumas físicos graves pelo incidente.

Os pais de Yana deixaram a garota sair para brincar sozinha, mas ao perceber que ela estava desaparecida entraram em contato com a polícia e com vizinhos. Ao passo que a garota não era encontrada, um pedido de ajuda foi feito nas redes sociais para recrutar voluntários na busca.

Logo, mais de trezentas pessoas estavam andando pelo bairro em que ela mora, verificando todos os blocos de apartamentos, parquinhos e lojas à procura de alguém que ao menos pudesse ter visto a criança desaparecida.

Pescadores também se uniram pela causa e verificaram a costa da ilha com o auxílio de tochas e lanternas.

"Nunca vi tantos voluntários em nossa área. Era um fluxo interminável de carros e famílias inteiras vinham ajudar", disse um morador local que participou da busca.

Após horas de procura, enfim, a menina foi encontrada. Os socorristas descobriram que ela estava sentada dentro de um bueiro encoberto pela neve pesada que caía sobre a ilha no domingo. Muitos voluntários disseram ter passado pelo buraco em formato de poço sem sequer perceber que ele existia.

Após ter saído de casa por volta das 16 h no horário local, Yana foi encontrada e socorrida pouco depois da meia-noite. "Eu estava chamando bem alto, pedindo por favor para abrirem a porta", relatou a menina, ainda confusa pelo ocorrido, para o jornal Siberian Times.

A temperatura ambiente era de -20 °C e Yana foi levada às pressas para um hospital infantil, onde os médicos concluíram que ela não sofreu traumas graves pelo tempo debaixo de neve. Ajuda psicológica será fornecida para a menina assim que ela se recuperar da hipotermia e seus hematomas estiverem curados.

As autoridades locais abriram um inquérito para chegar até o responsável por cuidar do bueiro e convocaram os serviços comunitários para verificar o estado de outros bueiros da região.

Uma investigação separada está em andamento para apurar se houve negligência por parte dos pais da garota, que alegadamente deixaram Yana brincar nas ruas sem supervisão.

Notícias