PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

O DFB Pokal e suas histórias extraordinárias

Gerd Wenzel

19/01/2021 12h36

O DFB Pokal e suas histórias extraordinárias - História da Copa da Alemanha é marcada por grandes feitos de pequenos clubes. Recente triunfo do Holstein Kiel sobre o Bayern já é apontado como a maior sensação da competição de todos os tempos.O DFB Pokal (Copa da Alemanha) costuma ser o grande palco para os pequenos clubes que vira e mexe agarram suas chances com unhas e dentes de, ao menos uma vez na vida, inscrever seu nome na história do futebol alemão. Não está sendo muito diferente na atual temporada.

Passadas apenas duas rodadas do Pokal 2020/2021, seis times da Bundesliga já foram eliminados. Hoffenheim, Union Berlin, Freiburg, Mainz, Hertha Berlin e, pasmem, o atual campeão da Copa, Bayern de Munique, já deram adeus à competição.

A recente vitória do Holstein Kiel sobre o Bayern vai entrar para a história do Pokal como uma de suas maiores sensações, mesmo porque, pela primeira vez em décadas, os olhos do mundo do futebol se voltaram para Kiel, bucólica cidade do norte da Alemanha às margens do Mar Báltico. O último grande feito do Holstein foi ter conquistado o título de campeão alemão de futebol há 109 anos! Atualmente faz uma boa campanha na "segundona", além de ter aprontado para cima do esquadrão bávaro.

O time do jovem técnico Ole Werner, de 32 anos, por duas vezes esteve atrás no placar e conseguiu buscar o empate nos acréscimos do tempo normal. O jogo terminou empatado em 2 a 2 e assim continuou na prorrogação. Na cobrança de penais, Marc Roca do Bayern desperdiçou a sexta cobrança e o veterano Fin Bartels não se fez de rogado, fuzilando inapelavelmente a meta defendida por Neuer. Seis a 5! Holstein nas oitavas de final, e Bayern eliminado.

Os considerados grandes clubes costumam pagar caro por sua eventual arrogância quando enfrentam equipes das divisões inferiores. Na temporada 2012/2013, nada mais nada menos do que sete times da primeira prateleira já tinham dado adeus ao Pokal nas primeiras duas rodadas, entre os quais times de porte como Borussia M'Gladbach, Werder Bremen e Hamburgo.

E o que dizer das inesquecíveis apresentações do St. Pauli na campanha de 2005/2006? Depois de passar por cima de Bochum, Hertha Berlin e Werder Bremen, sucumbiu apenas na semifinal diante do Bayern, numa partida em que lutou de igual para igual até os 40 minutos do segundo tempo e por muito pouco não chegou ao empate. Nos últimos minutos do jogo, porém, a estrela de Claudio Pizarro brilhou: em apenas cinco minutos, o peruano marcou dois gols, liquidando a fatura.

Outro pequeno que deu o que falar foi o Arminia Bielefeld da 3ª divisão, em 2015. A exemplo do St. Pauli, o Arminia venceu três dos assim considerados grandes do futebol alemão. As suas vítimas foram Hertha Berlin, Werder Bremen e Borussia M'Gladbach. A equipe de Bielefeld chegou à semifinal e foi derrotada pelo Wolfsburg, o futuro campeão do Pokal daquele ano.

Mais recentemente, em 2018, o então campeão do torneio, Eintracht Frankfurt, viajou para encarar o SSV Ulm 1846 da Liga Regional Sudoeste, quarta divisão, e deu o maior vexame. Na estreia do seu novo técnico Adi Hütter, as "águias" perderam por 2 a 1. Foi a primeira vez desde 1996 que o então campeão da competição foi eliminado já na primeira rodada. Demorou 22 anos para que um vexame desse porte voltasse a acontecer. Em 1996, a vítima foi o Kaiserslautern, que tinha levantado o troféu no ano anterior.

Até agora, a maior sensação – quiçá a mãe de todas as sensações do Pokal – escolhida por centenas de milhares de usuários dos portais de esporte da Alemanha, foi a humilhante derrota do Bayern para a equipe amadora do Vestenbergsgreuth da liga regional da Baviera em 1994, logo na primeira rodada. O folclórico técnico italiano Giovanni Trapattoni fazia sua estreia no comando dos bávaros, assim como o goleiro Oliver Kahn. A estrela maior do time era Lothar Matthäeus, que logo depois da humilhante derrota decretou: "É uma vergonha com a qual vamos precisar viver daqui para frente."

Depois do histórico triunfo do Holstein Kiel sobre o Bayern na última quarta-feira, já há ardorosos defensores da tese de que essa vitória é a maior de todas de um clube pequeno sobre um monstro sagrado do futebol alemão. Afinal, foi vencido o detentor da tríplice coroa, o que, de fato, não é pouca coisa.

--

Gerd Wenzel começou no jornalismo esportivo em 1991 na TV Cultura de São Paulo, quando pela primeira vez foi exibida a Bundesliga no Brasil. Atuou nos canais ESPN como especialista em futebol alemão de 2002 a 2020, quando passou a comentar os jogos da Bundesliga para a OneFootball de Berlim. Semanalmente, às quintas, produz o Podcast "Bundesliga no Ar". A coluna Halbzeit sai às terças.
Autor: Gerd Wenzel

Notícias