PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

EDP Brasil indica novo CEO; Miguel Setas será presidente do conselho

19/01/2021 10h25

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica EDP Brasil indicou João Marques da Cruz à presidência-executiva da companhia, após o atual CEO, Miguel Setas, ter sido nomeado para uma posição no Conselho de Administração Executivo de sua controladora, a EDP Energias de Portugal.

A companhia disse em comunicado nesta terça-feira que convocará uma assembleia-geral de acionistas para deliberar sobre o novo CEO, enquanto também indicará Setas para assumir o cargo de presidente de seu conselho de administração, em substituição a António Mexia.

O movimento da EDP Brasil vem na sequência de uma assembleia de sua controladora que aprovou Miguel Setas como um dos membros de um conselho executivo que será liderado por Miguel Stilwell de Andrade, com mandato entre 2021 e 2023.

A companhia acrescentou que, apesar das mudanças no comando, "permanece a orientação estratégica da EDP Brasil".

A elétrica, que opera distribuidoras de energia e tem negócios também em geração e comercialização no maior país da América Latina, estendeu mais recentemente as atividades da unidade brasileira para os setores de linhas de transmissão e geração solar.

Setas estava no comando da EDP Brasil desde 2014. Natural de Portugal, ele já ocupava posições executivas em empresas do grupo no país desde 2008.

Em nota a clientes, analistas do Credit Suisse disseram avaliar as alterações na cúpula como neutras para as ações da companhia, mas ressaltaram que a saída de Setas "pode gerar preocupações no mercado", uma vez que a gestão do executivo à frente da empresa vinha sendo bem avaliada.

"Setas aumentou a eficiência e investiu em bons ativos de transmissão", escreveram.

O anúncio da EDP Brasil sobre a nomeação de um novo presidente e a escolha de Setas para liderar o conselho ocorre meses após o afastamento de membros do conselho da EDP Portugal em meados do ano passado, em meio a uma investigação no país sobre possíveis irregularidades dos executivos. A empresa tem negado qualquer ilegalidade.

A EDP Energias de Portugal tem a elétrica chinesa China Three Gorges como principal acionista, com 19% de participação. O grupo EDP possui 51,2% das ações da EDP Brasil.

A EDP Brasil disse em nota que a assembleia para confirmação das nomeações dos executivos no Brasil está prevista para 19 de fevereiro.

A empresa acrescentou que o novo CEO, João Marques da Cruz, acumula mais de 15 anos como membro do Conselho de Administração Executivo da EDP.

(Por Luciano Costa; Reportagem adicional de Paula Arend Laier)

Notícias