PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Com retorno de casos locais, China intensifica testes e reforça isolamento

19/01/2021 15h54

Hebei (China), 19 jan (EFE).- As autoridades da China estão redobrando os esforços para conter os surtos que atingiram três províncias no nordeste do país, onde pelo menos 11 áreas foram isoladas após a confirmação de casos locais de infecção pelo novo coronavírus últimos dias.

Testes em massa estão sendo realizados na tentativa de identificar e conter o contágio. A Comissão Nacional de Saúde do país relatou 118 novos positivos para o patógeno que provoca a Covid-19 nesta terça-feira, 106 por contágio local.

Os casos foram detectados nas províncias de Jilin (43), Hebei (35) e Heilongjiang (27), todas no nordeste do país, enquanto na capital, Pequim, foi registrado um. Ao todo, há 1.387 de positivos ativos na China continental.

A situação em Jilin é preocupante, onde um indivíduo classificado como "supercontagiador" causou mais de 100 de infecções e provocou o fechamento das cidades de Gongzhuling e Tonghua, que estão testando todos os residentes.

O supercontagiador é um homem de 45 anos, que participou de uma promoção em um mercado relacionado ao setor de saúde e que viajou de Heilongjiang para três cidades em Jilin da e deu quatro palestras em duas academias de ginástica locais.

Ao todo, ele é considerado causador de 102 infecções diretas e indiretas, incluindo 79 pessoas que participaram das palestras e 23 de seus contatos próximos, de acordo com o jornal oficial "Global Times".

Na província de Hebei, que confirmou 822 infecções desde 2 de janeiro, deve ser terminada a construção de um megacentro de "observação médica" perto da capital, Shijiazhuang, que será usado para isolar os que devem fazer quarentena, principalmente contatos próximos aos casos confirmados.

Todos os moradores devem ficar em casa e todos os serviços de transporte público foram suspensos. Mais de 20 mil assistentes sociais e 40 mil voluntários se ofereceram para ajudar nas tarefas de desinfecção, transporte e logística da cidade.

Enquanto isso, equipes médicas de todo o país chegaram a Hebei nos últimos dias para conduzir estudos epidemiológicos e tratar pacientes em Shijiazhuang e Xingtai, as cidades da província que foram mais afetadas pelo surto.

As autoridades estão monitorando especialmente a situação nas cidades dessas províncias na véspera do período de férias do Ano Novo lunar, que em 2021 ocorre entre 11 e 17 de fevereiro, quando centenas de milhões de imigrantes urbanos viajam para suas cidades-natal. EFE

jco/cd/bg

(foto) (vídeo)

Notícias