PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Yulia, a esposa a quem Navalni garante que deve sua vida

18/01/2021 15h31

Moscou, 18 Jan 2021 (AFP) - No hospital ou na frente da polícia, Alexei Navalni quase sempre foi visto com sua esposa, Yulia, a quem o líder da oposição russa garante que deve sua vida desde o suposto envenenamento em agosto passado.

"Yu-li-a! Yu-li-a!", gritava uma multidão quando ela apareceu, sozinha, no saguão de desembarque do aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, depois de o marido ser preso logo após retornar ao seu país após cinco meses de convalescença na Alemanha.

Um pouco antes, Yulia Navalnaya beijou o marido no controle de passaportes, antes que a polícia o levasse, e então ela se limitou a declarar, brevemente, que seu marido "não tinha medo".

"Também não estou com medo e peço a todos que não tenham medo", acrescentou.

Conforme Alexei Navalni superava obstáculos, sua esposa atraía cada vez mais atenção na esfera pública.

Principalmente desde agosto passado, em Omsk (Sibéria), onde o avião em que viajava seu marido fez um pouso de emergência depois que Navalni perdeu a consciência, o que levantou a suspeita de que ele tivesse sido envenenado.

Ela moveu céus e terra para que seu marido fosse evacuado para a Alemanha, longe do ambiente turvo do hospital provincial onde ele foi internado, cheio de agentes secretos que ela acusou de pressionar os médicos.

Enquanto o opositor estava entre a vida e a morte, ela reportava os acontecimentos a jornalistas com sangue frio e perseguia médicos pelos corredores até exigir diretamente que o presidente, Vladimir Putin, deixasse seu marido ser tratado no estrangeiro, em carta pública.

O presidente russo acabou aceitando que seu adversário fosse evacuado para Berlim.

- "Me salvou"-"Foi horrível. Mas eu não devia relaxar (...) Eu sou a mulher dele. Se eu afundar, o mundo todo afunda, como dominó. Então fiz de tudo para manter a calma" e "seguir em frente", disse ela para o "youtuber" Yuri Dud.

O episódio rendeu-lhe o título de "Herói do ano" pelo jornal Novaya Gazeta (ligado à oposição), que publicou que "Navalni teve sorte. Não por ter sobrevivido ao Novichok [...], mas por sua esposa Yulia".

"Yulia, você me salvou", declarou Alexei Navalni quando saiu do coma.

Yulia Navalnaya, de 44 anos, é formada em Economia. Ela e Alexei se conheceram em 1998 e em agosto passado, quando o oponente estava em coma, completaram 20 anos de casados.

"O papel dela mudou. De esposa de um político, ela se tornou uma política. Ela tem carisma e charme, ela é uma pessoa criativa e corajosa e pode facilmente substituir seu marido se necessário", disse o cientista político Konstantin Kalachev à AFP.

Um dia depois de voltar à Rússia, Yulia Navalnaya publicou uma foto dos dois, com a frase "Não há nada que não possamos superar", acompanhada de um coração vermelho.

apo/alf/lpt/jvb/tjc/ap/mvv

Notícias