PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Lima completa 486 anos sem festas devido à pandemia

18/01/2021 17h05

Lima, 18 Jan 2021 (AFP) - Lima, a capital do Peru, completa 486 anos nesta segunda-feira (18), um aniversário que comemora com cerimônias sem público e shows virtuais devido ao surto de infecções que ocorre no país com a segunda onda da pandemia do coronavírus.

"É uma época diferente, em que vivemos uma pandemia. Mais do que uma festa, é uma comemoração, mas com a alegria e o orgulho de nos sentirmos como limenhos", disse o prefeito de Lima, Jorge Muñoz, à imprensa após um evento na Plaza de Armas, sem espectadores.

"Estamos comprometidos em nos esforçarmos ao máximo em todos os aspectos para fazer a cidade avançar e colaborar intensamente na luta contra a covid-19", afirmou Muñoz.

Na Plaza de Armas e na vizinha Alameda Chabuca Granda, perto do Palácio de Pizarro, a sede do governo, todos os anos se realizavam feiras gastronômicas e grandes shows.

Desta vez, porém, a Prefeitura de Lima organizou no domingo shows virtuais que foram transmitidos nas redes sociais para que os moradores da cidade não saíssem de suas casas.

O país é um dos mais afetados pela pandemia na América Latina, com mais de 38.871 mortes e 1.064.909 infecções contabilizadas até domingo.

Lima foi fundada em 18 de janeiro de 1535 por Francisco Pizarro nas terras de um chefe indígena, mas há anos as autoridades evitam homenagear o conquistador espanhol, um personagem controverso diante da revalorização do Império Inca e dos povos nativos.

Hoje com hoje 10 milhões de habitantes, a capital peruana foi a principal cidade da América do Sul durante a colônia, e o Peru foi o último reduto espanhol na região.

cm/tly/ic/mvv

Notícias