PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Com hospitais no limite, Portugal tem recorde de mortes diárias por covid-19

Com hospitais no limite, Portugal tem recorde de mortes diárias por covid-19 - RAFAEL MARCHANTE/REUTERS
Com hospitais no limite, Portugal tem recorde de mortes diárias por covid-19 Imagem: RAFAEL MARCHANTE/REUTERS

18/01/2021 22h41

Portugal registrou nesta segunda-feira um novo recorde diário de mortes por complicações da covid-19, com 167 óbitos nas últimas 24 horas, coincidindo com o aumento no número de pessoas internadas nos hospitais do país, que estão no limite da capacidade.

O último balanço divulgado pela Direção-Geral de Saúde portuguesa mostra que o país está no 11º dia consecutivo com mais de cem mortes - número que não havia sido alcançado nas duas primeiras ondas -, com um novo recorde diário que supera a máxima anterior, de 166, estabelecida no sábado passado.

Também foram notificados 6.702 casos de covid-19, uma queda em relação aos dias anteriores, mas influenciada pelo efeito fim de semana, quando são realizados menos testes. O novo número é maior do que o da segunda-feira passada, quando foram reportadas 5.604 infecções.

Ao todo, Portugal - com 10 milhões de habitantes - acumula 556.603 casos desde março do ano passado, dos quais mais de 135 mil estão ativos, e 9.028 mortes por complicações da doença.

A situação nos hospitais, que estão no limite, voltou a piorar: 5.165 pessoas estão internadas com o novo coronavírus, 276 a mais do que no domingo. Entre elas, 664 pessoas estão em unidades de terapia intensiva (17 a mais).

O número de hospitalizados não para de crescer desde o início do ano. Em apenas 18 dias, o número de pacientes internados aumentou em mais de 80%.

A ministra da Saúde, Marta Temido, já avisou neste domingo, após visitar um hospital, que a saúde pública está "em uma situação extrema": "Há um limite, e estamos quase chegando nesse limite", alertou.

O governo português convocou para esta segunda-feira um conselho de ministros extraordinário para ajustar o confinamento que começou na sexta-feira passada. O sucesso da medida está sendo questionado após a divulgação de imagens que mostram muitos portugueses nas ruas no fim de semana passado.

Notícias