PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

As principais verificações da AFP nesta semana

15/01/2021 12h07

Rio de Janeiro, 15 Jan 2021 (AFP) - Veja a seguir a seleção das principais verificações da AFP nesta semana:

1 - BOLSONARO NÃO RESPONDE A NENHUM PROCESSO APESAR DE ANOS DE VIDA PÚBLICA

Postagens compartilhadas mais de 125 mil vezes em redes sociais desde meados de 2020 asseguram que, mesmo após 32 anos de vida pública, o presidente Jair Bolsonaro não responde a nenhum processo judicial. Isso é falso. Bolsonaro é réu em ao menos três ações: duas referentes à ocasião em que afirmou que não estupraria a deputada federal Maria do Rosário (PT) porque ela "não merecia" e uma por declarações consideradas racistas e homofóbicas.

http://u.afp.com/Bolsonaroprocessos

2 - COMPANHEIRA DE CELA DE DILMA REVELA QUE EX-PRESIDENTE NÃO FOI TORTURADA NA DITADURA

Um relato em que uma suposta antiga companheira de cela de Dilma Rousseff afirma que a ex-presidente não foi torturada durante a ditadura militar brasileira (1964-1985) foi compartilhado milhares de vezes em redes sociais ao menos desde dezembro de 2020. No entanto, a jornalista Mírian Macedo, citada nas postagens, não foi presa junto com Dilma. Em 2011, Macedo confessou ter mentido sobre ter sido torturada na ditadura, mas não fez qualquer menção à ex-presidente.

http://u.afp.com/DilmaMirian

3 - JORNALISTAS RIEM DA EFICÁCIA DA CORONAVAC

Uma gravação de dois âncoras de jornal rindo no ar acompanhada da afirmação de que o motivo seria a eficácia divulgada do imunizante CoronaVac contra a covid-19 e de um de seus principais impulsionadores, o governador de São Paulo, João Doria, foi visualizada mais de 324 mil vezes nas redes sociais desde o último dia 12 de janeiro. Mas isso é falso: no vídeo, de 2017, os jornalistas riam de uma sequência que mostrava um gato brincando de esconde-esconde dentro de uma sacola de papel.

http://u.afp.com/JornalistasRindo

4 - CIENTISTAS CONCLUEM QUE COVID-19 É FICTÍCIA

Publicações que circulam no Facebook pelo menos desde o último dia 29 de dezembro compartilham a reclamação de um suposto cientista de laboratório dos Estados Unidos com doutorado em Virologia e Imunologia, que afirma que a covid-19 é "fictícia" e "mais uma cepa de gripe". O argumento do autor é de que, até hoje, "ninguém em qualquer laboratório do mundo jamais isolou e purificou este vírus em sua totalidade". Mas o texto foi atribuído a diferentes pessoas e contém múltiplas imprecisões e argumentos sem base científica.

http://u.afp.com/AmostrasCovid

5 - HOMEM É VACINADO DUAS VEZES NA ARGENTINA

Foram divulgadas nas redes sociais duas fotos que aparentemente mostravam um homem que a havia recebido duas vezes, uma em cada braço. Embora essa história tenha sido compartilhadas milhares de vezes, na realidade, o protagonista da cena, um médico da província de La Rioja, recebeu apenas uma dose da vacina Sputnik V. Duas fotos diferentes foram tiradas porque pediam que ele trocasse de lugar para que a imprensa pudesse registrar melhor o momento.

http://u.afp.com/VacinaDuasVezes

6 - AGULHA DESAPARECE DURANTE IMUNIZAÇÃO PROVANDO FARSA DA VACINA CONTRA A COVID-19

Um vídeo que supostamente mostra uma vacinação falsa contra a covid-19 foi visualizado dezenas de milhares de vezes em redes sociais desde meados de dezembro de 2020. Na gravação, uma profissional de saúde aplica uma vacina e, quando remove a seringa, a agulha parece desaparecer. No entanto, isso não é evidência de uma fraude na vacinação, mas significa que a enfermeira utilizava uma seringa de segurança com agulha retrátil, empregada para evitar possíveis lesões e contaminações.

http://u.afp.com/agulhaDesaparece

7 - DESINFORMAÇÃO CIRCULA APÓS INVASÃO DO CAPITÓLIO

Em meio às informações que chegavam dos Estados Unidos após o Congresso ser invadido por manifestantes que contestavam a validação do resultado eleitoral que levou o democrata Joe Biden à Presidência do país, diversas publicações começaram a circular nas redes sociais. Algumas delas comparavam a ação policial em protestos antirracistas no país e durante a invasão do Capitólio; mostravam como a série "Os Simpsons" já havia previsto a aparência de um dos homens que virou o símbolo da ação; que o vice-presidente Mike Pence trocou sua foto de capa no Twitter para uma de Biden e Kamala Harris e parou de seguir Donald Trump; que a ocupação foi feita por "antifas" e pessoas ligadas ao movimento Black Lives Matter; e que um homem vestido como Batman esteve entre os apoiadores de Trump.

http://u.afp.com/BLMCapitolio

http://u.afp.com/SimpsonsCapitolio

http://u.afp.com/PenceTwitter

http://u.afp.com/InvasaoCapitolio

http://u.afp.com/BatmanInvasao

cb/

Notícias