PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Protesto contra nova lei de segurança tem confrontos em Paris

05/12/2020 13h57

PARIS, 5 DEZ (ANSA) - O terceiro sábado consecutivo de protestos contra o artigo 24 da nova lei de segurança global teve confrontos e confusão em Paris. Carros foram queimados, vitrines foram quebradas e a polícia lançou bombas de gás contra um grupo de manifestantes, além de prender 22 pessoas.   

No entanto, a manifestação segue até a praça da República neste sábado (05) ainda com centenas de pessoas. Se em Paris houve momentos de grande tensão, os demais protestos, espalhados por cerca de 90 cidades, seguiram sem grandes problemas.   

Os franceses protestam contra o artigo que considera crime tornar público cenas e gravações de agressões consideradas "ilegais" de policiais contra cidadãos.   

Os atos ganharam ainda mais força por conta de dois episódios recentes: a revelação, por imagens de um circuito interno de câmeras, da agressão de quatro policiais contra o produtor musical Michel Zecler, dentro de seu estúdio, sem motivação justificada, e a ação violenta da polícia para desmantelar um acampamento de migrantes também em Paris.   

Para os críticos da nova legislação, o texto viola "a liberdade de imprensa, de expressão e de manifestação", além de prever "instrumentos de vigilância em massa". O presidente do país, Emmanuel Macron, informou que iria propor mudanças no polêmico artigo, mas os manifestantes querem a revogação total do projeto. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias