PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Paraná proíbe eventos com mais de 10 pessoas para conter avanço da covid-19

O texto assinado pelo governador Ratinho Junior (PSD) prevê proibição da comercialização e do consumo em vias e espaços públicos de bebidas alcoólicas das 23h às 5h - Reprodução/Instagram
O texto assinado pelo governador Ratinho Junior (PSD) prevê proibição da comercialização e do consumo em vias e espaços públicos de bebidas alcoólicas das 23h às 5h Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Do UOL, em São Paulo

04/12/2020 08h08

O governo do Paraná ampliou as medidas restritivas para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus no estado. Entre as regras estabelecidas, está a proibição de eventos presenciais com grupos de mais de 10 pessoas, excluídas da contagem crianças de até 14 anos.

A exceção são ações sem contato físico, incluindo o modelo drive in. O decreto, editado ontem, é válido por 15 dias e pode ser prorrogado.

O texto assinado pelo governador Ratinho Junior (PSD) prevê também a proibição da comercialização e do consumo em vias e espaços públicos de bebidas alcoólicas das 23h às 5h.

No mesmo período, vigora um toque de recolher, que começou a valer na última quarta-feira (2). Apenas serviços considerados essenciais ficam liberados da restrição de circulação.

Ratinho Junior explicou que o decreto busca conter a movimentação de pessoas durante o período noturno, especialmente dos mais jovens.

"É um dos piores momentos da pandemia. Precisamos da colaboração de todos, para que respeitem esse novo decreto, especialmente evitando aglomerações. Peço a ajuda do povo do Paraná para enfrentar esse vírus com inteligência", afirmou ele, em comunicado divulgado pela administração estadual.

As novas medidas restritivas foram elaboradas em conjunto com as 29 cidades que formam a Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba). Cada prefeitura agora vai redigir um decreto próprio

Cultos religiosos

O decreto autoriza a celebração de cultos religiosos desde que o espaço tenha ocupação máxima de 30%, garantido o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.

A medida começa a valer na próxima segunda-feira (7) para dar tempo de as igrejas se organizarem. A recomendação, no entanto, é a de que a população realize atos religiosos em casa, de forma individual ou em família.

O decreto estabelece ainda que o teletrabalho seja adotado para as funções que forem compatíveis no âmbito da administração estadual. Também há orientação para que os demais Poderes, assim como municípios e entes privados acompanhem a medida.

O Paraná soma 291.244 casos e 6.259 mortes pelo novo coronavírus, segundo dados divulgados pelo governo.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto exclusivos para pacientes suspeitos ou contaminados pela doença no estado está em 88% e de enfermaria em 68%.

Notícias