PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Governo da Bahia vê 2ª onda e fala em adquirir 100 freezers para vacinas

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas - Secom/BA
O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas Imagem: Secom/BA
do UOL

Do UOL, em São Paulo

03/12/2020 16h42

O secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou na manhã de hoje que o estado vive uma segunda onda do novo coronavírus e cenário mais grave do que a primeira. Ele também declarou que o governo estadual autorizou a aquisição de ultrafreezers de -80ºC para armazenar vacinas da covid-19.

"Mandamos [o governador Rui Costa (PT)] fazer um registro de preço para comprarmos até 100 freezers de -80ºC para montarmos aqui na Bahia, pelo menos nas grandes cidades, a nossa rede de frio com capacidade para armazenar seja a vacina da Pfizer, seja a vacina da Moderna", afirmou ele em entrevista à TV Bahia.

As vacinas que usam tecnologia baseada em RNA mensageiro, como Pfizer e Moderna, demandam armazenamento refrigerado. Vilas-Boas alertou que, apesar da proximidade da chegada de uma vacina contra a covid-19, "não é hora de abandonar as medidas e relaxar".

"Nós já estamos completando três semanas sucessivas de crescimento progressivo contínuo do número de casos, portanto é possível falar que nós estamos já enfrentando uma segunda onda. Uma segunda onda em um cenário mais grave do que enfrentamos na época do início da pandemia", observou o secretário.

Ele mencionou aumento expressivo de internações no estado e superlotação de leitos no interior. Também disse que as famílias se recusam a transferir pacientes para a capital, que ainda apresenta maior quantidade de leitos disponíveis.

"Nesse momento temos um surto geral, aumento geral em todas as regiões no interior da Bahia, simultâneo, com taxas de internação muito superiores ao que observamos no começo do ano", declarou.

O secretário disse que a previsão do governo é de que a segunda onde dure ao menos mais três semanas.

Até ontem, a Bahia registrou 409.417 casos do novo coronavírus e 8.315 óbitos pela doença.

Notícias