PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Filha de Trump é interrogada por suposto uso ilegal de fundos na posse do pai

29.mar.2018 - A filha e conselheira de Donald Trump, Ivanka Trump - Mandel Ngan/AFP
29.mar.2018 - A filha e conselheira de Donald Trump, Ivanka Trump Imagem: Mandel Ngan/AFP

03/12/2020 09h40

WASHINGTON, 3 DEZ (ANSA) - A filha e conselheira de Donald Trump, Ivanka, foi interrogada pela Procuradoria-Geral do Distrito de Columbia na última terça-feira (1º) em processo que investiga o suposto uso irregular de fundos de uma entidade sem fins lucrativos em evento da posse do então novo presidente, ocorrida em janeiro de 2017.

Segundo o escritório do procurador-geral, Karl Racine, o interrogatório foi feito sob juramento e visava investigar como foram usados os fundos da entidade 58º Comitê Inaugural Presidencial.

O grupo organizou com a família Trump um evento no Trump International Hotel, em Washington, e informou ter gasto US$ 300 mil na recepção feita pelos três filhos do mandatário —além de Ivanka, Donald Trump Jr. e Eric.

No entanto, a legislação determina que uma organização sem fins lucrativos não pode usar dinheiro para outro objetivo além do que prevê seu estatuto, muito menos para beneficiar empresas ou pessoas privadas.

Por conta disso, a Procuradoria pede um ressarcimento de US$ 1 milhão à família Trump por ter supostamente usado a verba em benefício dos negócios familiares.

Além de Ivanka, já foi ouvido o ex-vice-presidente do Comitê Inaugural Rick Gates, acusado de ter feito toda a negociação, e foram intimados para depor o ex-presidente Comitê Inaugural Tom Barrack e também a primeira-dama, Melania Trump.

Notícias