PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Família descobre cobra píton 'inquilina' que vivia há 1 ano no teto de casa

Uma família em Wyoming, na Austrália, descobriu uma cobra píton no teto de casa  - Reprodução/ABC Sydney
Uma família em Wyoming, na Austrália, descobriu uma cobra píton no teto de casa Imagem: Reprodução/ABC Sydney
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/12/2020 16h09

Uma família descobriu que uma cobra píton diamante vivia escondida no teto da sua casa em Wyoming, na Austrália. Já fazia um ano inteiro que os moradores da residência escutavam barulhos estranhos provenientes da intrusa, até que a predadora finalmente foi vista na semana passada.

A cobra de três metros aparece em um vídeo deslizando para fora do telhado e descendo uma janela da casa. A gravação foi registrada pela mãe da família, Peta Norton, que compartilhou tudo em um grupo de Facebook.

De acordo com o site britânico Daily Mail, Norton relatou que o marido dela costumava brincar com os barulhos que ouviam no telhado, dizendo que eram de uma cobra.

Para a surpresa da família, realmente tratava-se de um réptil rastejante. "Suspeitamos que uma píton poderia ter entrado em nosso telhado e esta noite nossas suspeitas foram confirmadas", registrou a mãe de família, na publicação.

Norton escreveu ainda que espera que a cobra tenha "encontrado seu caminho", já que existe uma área de vida selvagem do outro lado de uma estrada que fica próxima à residência da família.

As cobras do gênero Python não são venenosas, mas a mordida dessas criaturas são tão fortes e dolorosas que matam as presas na força, moendo seus ossos.

Essas répteis também costumam ser bem compridas — a píton-real é a maior de todas e alcança até 10 metros de comprimento.

Notícias