PUBLICIDADE
Topo

Notícias

SC: Morador tenta agredir coletores por causa de lixo com fezes e é detido

Saco de lixo com fezes colocada pelo morador que foi detido após tentar agredir coletores - Divulgação/PMSC
Saco de lixo com fezes colocada pelo morador que foi detido após tentar agredir coletores Imagem: Divulgação/PMSC
do UOL

Giorgio Guedin

Colaboração para o UOL, em Blumenau (SC)

30/11/2020 16h47

Um homem de 30 anos foi detido após ofender e atentar contra a vida de dois funcionários de uma empresa coletora de resíduos na manhã de hoje, em Içara, sul de Santa Catarina.

Conforme a Polícia Militar, a confusão teria começado após os funcionários se recusarem a levar o lixo que continha fezes de cachorro — que não estariam embaladas adequadamente — da residência do morador que fica no bairro Demboski. As sacolas estavam abertas.

Com a recusa, o morador ficou com raiva e começou a ofender os funcionários. "Uma das vítimas relata que foi chamada de macaco, vagabundo entre outros nomes pejorativos", afirmou o major da PM Sandi Sartor, em entrevista ao UOL.

No meio da discussão, vizinhos acionaram a PM. O acusado foi para dentro da residência e voltou com um facão e um soco inglês com a intenção de agredir os funcionários, mas não conseguiu. Mesmo assim, perfurou uma das portas e também furou o pneu do veículo.

Foi neste momento que os militares chegaram e detiveram o homem, que foi encaminhado à Central de Polícia em Criciúma, cidade vizinha.

Com facão, homem fura pneu de caminhão de coleta em SC - Divulgação/PMSC - Divulgação/PMSC
Com facão, homem fura pneu de caminhão de coleta em SC
Imagem: Divulgação/PMSC

Empresa se pronuncia

A Racli, responsável pela coleta de lixo em Içara, se manifestou sobre o caso. Em nota, a empresa afirma que lamenta o ocorrido, que repudia qualquer tipo de preconceito e que os crimes praticados contra os colaboradores sejam apurados e punidos.

Além disso, colocou a disposição o departamento jurídico para acompanhar as investigações.

"Nota de repúdio RACLI Limpeza Urbana

Em razão dos atos de violência registrados na manhã desta segunda-feira, 30, contra os nossos trabalhadores enquanto realizavam a coleta de lixo no bairro Demboski, em Içara, a RACLI Limpeza Urbana lamenta profundamente os fatos ocorridos, seja pela violência física, psicológica, mas, principalmente pela violência racial praticada contra os seus colaboradores.

A empresa repudia qualquer tipo de preconceito e é inadmissível que nos dias de hoje ainda continuemos a testemunhar esse tipo de violência, pois a RACLI Limpeza Urbana acolhe a todas as pessoas sem distinção.

A empresa fica totalmente à disposição, através da direção e do seu departamento jurídico, para acompanhar as investigações, no aguardo de que os crimes praticados contra os colaboradores sejam apurados e punidos."

Notícias