PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Salles e Araújo estão destruindo a imagem do Brasil lá fora, critica Maia

do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/11/2020 17h11Atualizada em 30/11/2020 17h48

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou hoje os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e das Relações Exteriores. O deputado não citou acontecimentos ou declarações específicos, mas avaliou que os dois prejudicam a imagem do Brasil no exterior.

"O ministro do Meio Ambiente e o das Relações Exteriores estão destruindo a imagem do Brasil lá fora. Se eles são vaidosos, eu não sei, acho que não devem ser. Estão apanhando tanto e não mudam, devem não ter vaidade alguma", disse Maia em participação no UOL Entrevista.

Não foi a primeira vez durante a conversa com o colunista do UOL, Tales Faria, que o presidente da Câmara falou em vaidade. Antes, em declaração sobre o andamento de projetos no Congresso e as tentativas de obstrução por parte da oposição e da base aliada do governo, Maia citou "conflitos, vaidades e egos" que, segundo ele, "não valem a pena ser lembrados".

"Travam as coisas [pautas] porque é de A, B, C. A vaidade do ser humano é grande, e na política é maior. A vaidade é uma loucura, você não faz ideia do que é a vaidade na política. Tiraram três PECs [Propostas de Emenda à Constituição] da Câmara. A [PEC] Emergencial tínhamos desde 2018, mas a vaidade a jogou no Senado", exemplificou.

O deputado também mencionou obstáculos impostos à reforma tributária, considerada urgente para o futuro do país, como a necessidade de criação de uma comissão mista "patrocinada" pelo governo para discuti-la. Apesar de pregar paciência, Maia alertou que o Brasil está ficando para trás, com a "vaidade dos homens" prevalecendo em relação à racionalidade e o bom senso.

Questionado sobre quem seriam os políticos vaidosos, o presidente da Câmara não citou nomes, dizendo apenas que alguns "merecem o troféu". "Depois que eu terminar meu mandato, eu posso falar mais. Agora eu quero aprovar as matérias. Depois a gente faz uma entrevista e te falo a ordem dos vaidosos. Em fevereiro, vou revelar quem é o ministro mais vaidoso do governo", prometeu, em meio a risos.