PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Chefe de Exército Islâmico teria morrido entre Iraque e Síria

30/11/2020 16h05

ROMA, 30 NOV (ANSA) - O general Moslem Shahedan, encarregado pelo Exército de Guardiães da Revolução Islâmica ao longo da fronteira entre Síria e Iraque, teria morrido em um ataque realizado por um drone militar, informou a TV Al Arabiya nesta segunda-feira (30).   

Segundo a emissora, citando fontes de segurança iraquianas, Shahedan teria sido atingido enquanto cruzava a fronteira entre os dois países, perto da cidade de Al-Qa'im.   

Se a notícia for confirmada, a morte do general será um novo episódio de violência em um contexto já extremamente tenso depois que o Irã acusou Israel de matar o cientista nuclear Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi nos últimos dias em Teerã.   

Fakhrizadeh foi vítima de uma emboscada em Absard, enquanto fazia um trajeto de carro. Recentemente, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, havia acusado o cientista de gerenciar um plano de desenvolvimento de armas nucleares, mas o Irã diz que seu programa atômico tem fins pacíficos.   

Itália - Fontes do Ministério das Relações Exteriores da Itália ouvidas pela ANSA relatam uma "forte preocupação" pelo recente atentado em Absard, no Irã, onde foi morto o cientista Fakhrizadeh.   

Segundo os relatos, o governo italiano espera que qualquer gesto desestabilizador na região e qualquer outro ato de escalada sejam evitados. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias