PUBLICIDADE
Topo

Notícias

SC: Bebê prematura é encontrada viva em lixeira por catador de recicláveis

Caixa de sapato em que uma bebê prematura de cerca de 7 meses foi encontrada com vida em uma lixeira - Divulgação / Samu
Caixa de sapato em que uma bebê prematura de cerca de 7 meses foi encontrada com vida em uma lixeira Imagem: Divulgação / Samu
do UOL

Giorgio Guedin

Colaboração para o UOL, em Blumenau (SC)

29/11/2020 17h39

Uma bebê que nasceu de forma prematura, com aproximadamente 28 semanas, foi encontrada na tarde de ontem em uma lixeira de um prédio em Balneário Camboriú (SC). Ela está viva e passa bem.

Segundo o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o caso aconteceu por volta das 15h no bairro Baía Sul, região central do município. Um catador de recicláveis foi quem acionou os socorristas após manusear um dos lixos.

"Esse catador foi retirar os recicláveis e viu uma movimentação estranha. Ele não sabia dizer o que era. Se era um animal ou se era uma pessoa", relatou ao UOL o socorrista Renaldo Marquato, responsável pela comunicação do Samu. O nome do catador não foi passado pelo Samu.

Chegando ao local, os socorristas foram até a lixeira e, com cautela, manusearam os sacos de lixo. Sob um pano, dentro de uma caixa de sapato, encontraram a bebê, de barriga para baixo, com respiração um pouco ofegante. "Possivelmente, se ficasse um pouco mais tempo naquela posição, a bebê poderia morrer", comentou Marquato.

Ela não possuía marcas de violência, mas estava com sangue no corpo, ainda do parto.

Um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil de Balneário Camboriú foi acionada. Eles estão analisando as imagens das câmeras de monitoramento próximas ao local.

A bebê foi encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal do Hospital Municipal Ruth Cardoso. Lá constataram que a bebê tinha cerca de 28 semanas de vida.

Conforme a assessoria de comunicação da prefeitura de Balneário Camboriú, o quadro dela é estável e continua na UTI por precaução.

"Foi um susto, foi surpreendente. É uma mistura de tristeza, mas com a felicidade junto, por saber que a bebê estava viva", concluiu Marquato.

Notícias