PUBLICIDADE
Topo

Notícias

'Estava grávida de um mês', lamenta prima de vítima em Taguaí

Aline e Renato estavam noivos e, segundo uma prima, ela estava grávida - Reprodução/Redes Sociais
Aline e Renato estavam noivos e, segundo uma prima, ela estava grávida Imagem: Reprodução/Redes Sociais
do UOL

Felipe Munhoz

Colaboração para o UOL, em Lençóis (BA)

26/11/2020 01h18Atualizada em 26/11/2020 08h34

A prima de Aline Fernanda de Oliveira Antunes, 20, uma das 41 pessoas mortas no acidente entre um ônibus e um caminhão na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, entre Taguaí e Taquarituba, na região de Avaré, no interior de São Paulo, disse ao UOL que a jovem estava grávida de um mês.

A auxiliar de enfermagem, Amanda Santos, 23, afirmou que foi com o pai reconhecer o corpo da jovem e disse que a família não tem palavras para descrever este triste momento. "Ela estava grávida de um mês. Não tenho palavras", lamentou.

Nas redes sociais, Aline posava ao lado do seu companheiro, Renato, e exibia a data 13 de agosto de 2019, com um emoji de um anel de noivado. Ela trabalhava havia dois anos na empresa Stattus Jeans e, assim como os outros ocupantes do ônibus, estava indo para o trabalho.

Para a prima de Aline, vai ficar a lembrança de uma jovem muito afetuosa com a família. "Ela era uma menina meiga, muito carinhosa", descreveu Amanda.

O corpo de Aline foi sepultado na madrugada de hoje no cemitério municipal de Itaí.

O acidente

O acidente ocorreu no km 172 da rodovia, em Taguaí, antes das 7h de ontem. Ao todo, 41 pessoas morreram e 12 ficaram feridas. Todas as vítimas já foram identificadas, e os funerais começaram na madrugada de hoje.

O motorista do ônibus em que estavam 40 vítimas sobreviveu. À Polícia Civil, ele disse que um outro ônibus freou bruscamente à sua frente, fazendo-o ter que desviar e invadir a pista de sentido contrário. De acordo com ele, o freio do veículo que dirigia falhou. Nessa manobra, teria batido no caminhão.

O DER (Departamento de Estradas e Rodagem) informou que esse foi o primeiro acidente fatal no trecho da rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho entre Taguaí e Taquarituba em dez anos.

A região onde ocorreu o acidente tem uma concentração de fábricas têxteis, a maioria localizada em Taguaí. Geralmente, estes ônibus buscam os funcionários das cidades da região para o trabalho.

O advogado da Stattus Jeans Indústria e Comércio Ltda, Emerson Fernandes, afirmou ao UOL que o ônibus era uma espécie de 'lotação' contratada pelos próprios funcionários, sem ligação direta com a empresa.

Notícias