PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Bolívia planeja campanha maciça de vacinação contra covid-19 no início de 2021

25/11/2020 19h43

La Paz, 25 Nov 2020 (AFP) - A Bolívia planeja lançar uma campanha maciça de vacinação contra a covid-19 durante o primeiro trimestre de 2021, antes de um eventual surto estimado para os meses seguintes, informou o Ministério da Saúde, de acordo com um comunicado de imprensa divulgado nesta quarta-feira(25).

"No primeiro trimestre é o mais provável (vacinação). Estima-se que a segunda onda (de infecções) estará presente em nosso país entre março, abril e maio, por isso queremos nos apressar e poder proteger a população por meio da vacina", disse o ministro Edgar Pozo.

Ele especificou que "estão analisando junto à comunidade internacional para adquirir vacinas eficazes e seguras para a população boliviana", sem dar maiores detalhes.

O governo que deixou o poder recentemente disse que concordou em adquirir as doses desenvolvidas pelo laboratório britânico AstraZeneca e pela Universidade de Oxford.

Na Bolívia, o coronavírus infectou mais de 144.000 pessoas desde março até o momento e deixou mais de 8.900 mortes.

Teme-se que uma segunda onda chegue ao país, após a gradual desaceleração da quarentena nacional de saúde e um sério pico entre julho e agosto que saturou o sistema de saúde e funerárias.

O atual presidente esquerdista Luis Arce pediu na terça-feira a manutenção das medidas de proteção, porque "o risco de contágio da covid-19 ainda está latente".

O Serviço de Saúde Departamental da região de Santa Cruz (leste), a mais populosa do país, informou esta semana que registrou que a contaminação acelerou de cerca de 185 casos entre 8 e 14 de novembro para 233 entre 15 e 21 de novembro.

A Bolívia ainda mantém suas fronteiras terrestres fechadas, uma das poucas medidas em vigor.

Os voos estão em operação, o transporte público funciona normalmente, assim como as atividades bancárias, a indústria alimentícia e o comércio.

str-jac/llu/jc/cc

Notícias