PUBLICIDADE
Topo

Notícias

'Agressões' israelenses reportadas perto de Damasco e no sul da Síria

24/11/2020 22h16

Damasco, 25 Nov 2020 (AFP) - A agência oficial de notícias síria, Sana, reportou duas "agressões" israelenses no sul da Síria e perto de Damasco na noite desta terça-feira (24).

Estas "agressões", que normalmente fazem alusão a bombardeios aéreos, ocorreram perto do povoado de Rwihinah, na província de Quneitra (sul) e na região de Jabal al Manea, na província de Damasco, informou a agência.

Segundo uma fonte militar citada pela agência Sana, "o inimigo sionista realizou um bombardeio aéreo a partir do Golã sírio ocupado sobre (uma zona situada) no sul de Damasco".

A força militar também informou que até o momento não foram reportadas vítimas.

A colina do Golã é uma região estratégica que Israel tomou da Síria na Guerra dos Seis Dias, em 1967.

Israel realizou centenas de bombardeios e lançamentos de mísseis desde o início da guerra civil, em 2011, contra forças iranianas e libanesas do Hezbollah, assim como contra tropas do governo sírio.

Na quarta-feira passada, aviões de combate israelenses bombardearam alvos iranianos na Síria, o que o exército israelense qualificou como uma represália, após a descoberta de artefatos explosivos perto de uma de suas bases nas colinas de Golã.

A agência Sana noticiou que os bombardeios de quarta-feira mataram três soldados sírios, enquanto o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), uma ONG com sede na Grã-Bretanha, declarou que sete combatentes estrangeiros aliados ao poder sírio também haviam morrido.

Na noite de sábado, bombardeios aéreos mataram 14 milicianos pró-iranianos procedentes do Iraque e do Afeganistão no leste da Síria, declarou o OSDH, que destacou que poderiam ser bombardeios israelenses.

A guerra na Síria deixou mais de 380.000 mortos e forçou o deslocamento de milhões de pessoas desde que começou em 2011, com a repressão brutal de manifestações contra o governo que exigiam democracia.

bur/ah/adp/bc-af/dga/mvv

Notícias