PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Venezuela autoriza voos comerciais para Rússia e Bolívia

23/11/2020 18h45

Caracas, 23 Nov 2020 (AFP) - A Venezuela autorizou voos comerciais de ida e volta para a Rússia e a Bolívia a partir desta segunda-feira (23), elevando para sete as rotas internacionais do país, paralisadas desde março devido à pandemia de covid-19, informou a autoridade aeronáutica.

A partir de 2 de novembro, a Venezuela começou a retomar seus voos comerciais para o México, República Dominicana, Turquia e Irã e em seguida, acrescentou o Panamá.

O Instituto Nacional de Aeronáutica Civil (INAC) informou em comunicado "a abertura de operações aéreas comerciais da e para a Rússia e a Bolívia a partir deste 23 de novembro".

Desde março, quando os aeroportos estavam fechados devido ao vírus, o governo permitia apenas operações de emergência, voos de carga, correio e repatriações.

A retomada desses voos internacionais inclui apenas o Aeroporto Internacional de Maiquetía, que atende Caracas.

Os passageiros devem apresentar um teste PCR negativo antes de embarcar no voo e fazer um novo teste na chegada à Venezuela, apurou a AFP.

A Venezuela, de 30 milhões de habitantes, acumula 99.835 casos de coronavírus com 871 mortes, segundo dados oficiais, que organizações como a Human Rights Watch questionam como pouco credíveis.

Antes da pandemia, que atingiu um país que caminha para o seu sétimo ano consecutivo de recessão, a atividade aérea havia entrado em colapso devido a um êxodo maciço de companhias, devido a dívidas estatais que somam 3,8 bilhões de dólares no âmbito de um controle cambial aplicado desde 2003, segundo a International Air Transport Association (IATA).

No entanto, empresas como Air France, Iberia, Turkish, Wingo e Copa mantiveram suas operações.

jt/erc/rsr/jc/mvv

TURKISH AIRLINES - TURK HAVA YOLLARI AO

Twitter

AIR FRANCE-KLM

IAG - INTERNATIONAL CONSOLIDATED AIRLINES GROUP

Notícias