PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Duelo no Iraque após ataque do EI ao norte de Bagdá

22/11/2020 09h08

Samarra, Iraque, 22 Nov 2020 (AFP) - A província de Salaheddin declarou neste domingo (22) três dias de duelo após um ataque jihadista que deixou dez mortos, enquanto algumas vozes denunciam a incapacidade das forças iraquianas para eliminar as células clandestinas do grupo Estado Islâmico (EI).

Seis militares e quatro civis morreram no sábado à noite em uma emboscada dos jihadistas a cerca de 200 km ao norte de Bagdá, segundo fontes policiais.

Uma bomba colocada na beira da estrada explodiu enquanto um carro de civis passava e depois quando a polícia e membros do Hashd Al-Shaabi - coalizão de paramilitares agora integrados ao Estado - foram ao local, os jihadistas dispararam contra eles.

Há cerca de dez dias, outros onze iraquainos, incluindo combatentes do Hashd Al-Shaabi (Unidades de Mobilização Popular, PMU), morreram em um ataque com granada em um posto militar na entrada oeste de Bagdá.

Números muito altos em um país que não sofria grandes atentados desde o anúncio da vitória sobre o EI há três anos.

Todos esses ataques ocorreram no grande cinturão sunita ao redor da capital, onde as tropas iraquianas realizam frequentemente operações de rastreamento e sempre afirmam ter conseguido expulsar vários jihadistas.

str-sbh/elm/bc/zm/aa

Notícias